quinta, 18 de julho de 2024

Três pessoas são presas por furto na madrugada desta quinta-feira

Publicado em 25 abr 2019 - 03:01:21

           

Marcília Estefani

Na madrugada desta quinta-feira, 25, policiais militares evitaram um furto a veículo e atenderam um chamado por furto em uma residência na Vila Musa. Dois adolescentes foram detidos e um morador de rua foi encaminhado à Cadeia Pública de São Pedro do Turvo.

Em patrulhamento pela Rua Duque de Caxias, no cruzamento com a rua Floriano Peixoto, a equipe se deparou com dois indivíduos, sendo que um estava sobre uma moto e o outro fechando o portão de um estabelecimento comercial.

A equipe efetuou a abordagem próximo ao cruzamento com a rua Antônio Prado. Em busca pessoal nada de ilícito foi localizado, porém ao serem questionados a respeito da motocicleta, confessaram que haviam efetuado o furto no interior oficina da loja “Tratorauto”, mediante arrombamento do cadeado do portão.

Eles foram conduzidos à CPJ para as providências cartorárias e liberados por serem adolescentes.

O morador de rua, Uiverson José dos Santos Peixoto, 35 anos, também conhecido por Mancha, acabou detido após furto em uma residência localizada na, Vila Musa, na madrugada desta quinta-feira, 25.

Na Vila Musa, a moradora Silvia Borges Corrêa, residente na Rua Helena Biazon Saladini, acionou a polícia relatando que durante a madrugada ouviu barulho em seu quintal e depois percebeu que alguém havia furtado uma furadeira, um rádio portátil e uma máquina de lavar.

O vizinho de Silvia disponibilizou as imagens de sua câmera de segurança, através da qual foi possível identificar o meliante. Em patrulhamento pelo bairro os policiais encontraram Uiverson que confessou o crime e afirmou que já tinha trocado alguns objetos por droga, sendo devolvido à vítima apenas um Pendrive.

Mancha foi encaminhado à CPJ para elaboração do flagrante por furto qualificado e depois transferido para a Cadeia Pública de São Pedro do Turvo para aguardar audiência de custódia, sendo oferecida representação para conversão desta prisão em prisão preventiva, visto que o indivíduo não tem residência fixa nem ocupação e por seus antecedentes, faz dos delitos contra o patrimônio um modo de vida. 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.