quinta, 18 de julho de 2024

Unesp atinge quarta posição nacional no ranking da QS

Publicado em 09 jun 2017 - 12:52:34

           

Da redação

Dia 8 de junho foi publicado o ranking mundial de Universidades da QS (Quacquarelli Symonds) World University Rankings 2018, um dos mais prestigiados do meio acadêmico. A UNESP passou da 6ª para a 4ª posição entre as universidades brasileiras ranqueadas.

Se, no plano nacional, a pontuação da Unesp ficou acima da média nacional; em escala internacional, a Universidade passou para o patamar 491-500, superando o do ano anterior, quando estava no patamar 501-550. Na América Latina, a Unesp passou da posição 22ª para 20ª.

Desse modo, a Unesp passa figurar entre as 1,9% das universidades do mundo que está no TOP 51% das instituições de ensino superior no QS, num universo de aproximadamente 26 mil instituições.

O que é a QS – A QS, empresa inglesa que avalia o desempenho de Universidades, em âmbito internacional, desde 2004 publica anualmente uma série de classificações de modo a destacar as melhores Universidades mundiais. Suas publicações envolvem a classificação das melhores 900 universidades de uma gama que supera a casa das 4.000, de mais de 80 países, a partir dos seguintes parâmetros de avaliação: 

– Reputação Acadêmica (40%), realizada a partir de um levantamento global entre pesquisadores de renome internacional; 

– Reputação do Empregador (10%), baseada em pesquisa global de mercado empregatício; 

– Relação Aluno/Docente (20%), indicador que valoriza mais especificamente as universidades que revelam menor relação aluno/docente; 

– Citações/Docente (20%), baseada em indexadores como a Scopus, da Elsevier;

– Proporção do corpo docente internacional (5%), que visa a avaliar o grau de internacionalização do corpo acadêmico de uma universidade; e 

– Proporção de alunos internacionais (5%) que, em paralelo com a situação docente, avalia a presença de estudantes estrangeiros de graduação e/ou de pós-graduação.

Quesitos avaliados pela QS – Considerando que o ranking QS, o qual possui 40% de sua avaliação pautada na denominada Reputação Acadêmica, oriunda da indicação de renomados pesquisadores de diferentes universidades de todo o mundo, tem-se como altamente positiva a ascensão da UNESP nessa última avaliação. Isso significa, principalmente, sua maior visibilidade internacional na medida em que se mostra mais conhecida – e reconhecida – pela comunidade científica. Tal aspecto deve ser entendido como motivador a toda a comunidade acadêmica da Unesp.

Em dois quesitos de peso significativamente menor, a Unesp obteve um escore inferior à avaliação anterior – Relação Aluno/Docente e alunos internacionais. Esse menor desempenho pode ser entendido como uma questão centrada no difícil momento financeiro ora vivenciado pelas universidades estaduais paulistas.

De uma análise geral, e em que pese o fato de a maioria dos rankings universitários internacionais serem concebidos a partir da realidade universitária dos países do hemisfério norte, em que o modelo de intensa atividade empresarial e lucrativa dentro das Universidades se distancia significativamente do perfil das IES públicas no Brasil, e mesmo em se considerando os possíveis entraves decorrentes de uma universidade geográfica e administrativamente descentralizada como a UNESP, com forte atuação na extensão e desenvolvimento regional, especial significado passa a ter a inclusão da UNESP entre as 500 melhores universidades do mundo.

A metodologia detalhada pode ser obtida no portal da QS: https://www.topuniversities.com/qs-world-university-rankings/methodology

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.