terça, 23 de abril de 2024

UNIFIO implanta o Curso de Terapia Ocupacional

As matrículas para o estão abertas e os novos ingressantes poderão iniciar até dia 20 de agosto.

 

 

 

Rose Pimentel Mader

 

 

Sempre inovando e atento às demandas do mercado de trabalho regional e nacional o Centro Universitário de Ourinhos – UNIFIO implantou um novo Curso de graduação: Terapia Ocupacional que terá duração de quatro anos.

 

Com um mercado promissor e cada vez mais crescente, o profissional de TO, segundo os especialistas, vem suprir uma necessidade na área de saúde pública.

 

Com esta iniciativa a UNIFIO oferece mais uma excelente oportunidade aos estudantes de Ourinhos e região de buscar uma carreira profissional de sucesso.

 

Ampla atuação profissional

 

O novo Curso tem como coordenadora a terapeuta ocupacional Victoria Yanara Hernandes da Silva, mestre e doutoranda.

 

“A terapia ocupacional é uma profissão da área da saúde com visão para a capacitação de funcionalidade. A funcionalidade está relacionada com as atividades cotidianas, que chamamos muitas vezes de AVD e AIVD, nada mais é do que todas as nossas tarefas de cuidado pessoal, cuidado com o próximo e cuidado com o ambiente, como por exemplo: se vestir, escovar os dentes, se alimentar, fazer gestão da própria casa, trabalhar, cuidar de terceiros e até mesmo dormir. A lista de atividades humanas é infinita”, destaca Victoria Hernandes.

Segundo a coordenadora, “quando uma pessoa perde habilidades para realizar essas tarefas, quem entra em ação é o terapeuta ocupacional, auxiliando diretamente no fazer da atividade prejudicada. Trazendo funcionalidade e consequentemente qualidade de vida para o sujeito e sua família”.

Victoria ressalta ainda que “a importância social da T.O está intimamente ligada ao cuidado com o próximo. Na T.O temos uma visão íntegra do sujeito, ou seja, olhamo-os como um todo. Como um ser físico, psíquico, cognitivo, social e sensorial. Olhamos através da doença. Enxergamos as potencialidades e possibilidades diante das dificuldades. É uma profissão sensível, de olhar crítico e cuidadoso”.

Ela destaca que com o crescente número de diagnósticos do Transtorno do Espectro Autista, foi possível uma maior valorização da profissão e, também, maior procura por esses profissionais.

“No entanto, não podemos esquecer que também encontramos esses profissionais atuando em outras diversas áreas, como neurologia adulto, neurologia infantil, saúde mental, gerontologia, neonatologia, saúde do trabalhador, educação e outros. Os ambientes de atuação são hospitais, centros de reabilitação, clínicas particulares, centros de atenção psicossocial, escolas e entre outros. O mercado de trabalho está sendo valorizado de forma justa, cada vez mais para profissionais da terapia ocupacional”.

 

Excelente iniciativa da UNIFIO

 

A diretora técnica da APAE de Ourinhos e presidente da Federação das APAEs do Estado de São Paulo Vera Lúcia Ferreira destaca que “o terapeuta ocupacional é um profissional de extrema importância na recuperação do indivíduo, principalmente em suas atividades de vida diária (AVD) e atividades de vida prática (AVP)”.

Vera Ferreira ressalta também as perspectivas no mercado de trabalho. “Temos dificuldades em contratar esse profissional, pois o terapeuta ocupacional está em falta no mercado não só em níveis municipal e estadual, mas sim em nível nacional. Por isso, achamos excelente a iniciativa da UNIFIO, em formar esses profissionais para atender a demanda no mercado de trabalho”.

“É importante que a população, principalmente os jovens que estão se preparando para a escolha da profissão, tenham interesse nessa formação, que além de proporcionar qualidade de vida às pessoas, também oferece excelentes perspectivas de sucesso profissional”, observou.

Vera Lúcia Ferreira, diretora técnica da APAE de Ourinhos e presidente da Federação das APAEs do Estado de São Paulo

 

Matrículas abertas

 

As matrículas para o curso de Terapia Ocupacional da UNIFIO estão abertas e os novos ingressantes poderão iniciar até dia 20 de agosto.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.