terça, 23 de julho de 2024

Vereador Guilherme Gonçalves será analisado pela Comissão de Ética da Câmara por postagem em rede social

Publicado em 30 set 2021 - 15:36:57

           

Em entrevista ao Negocião, o vereador explicou que já retirou o vídeo e que ele apenas compartilhou a postagem

 

Marcília Estefani

 

O vereador Guilherme Gonçalves (Podemos), foi denunciado ao Ministério Público após compartilhar em sua rede social um vídeo que mostrava uma criança de nove anos alterada em sala de aula. O vídeo já havia viralizado na internet, e o edil o usou para falar dos desafios dos professores em sala de aula.

De acordo com o documento do Ministério Público, o vídeo foi para as redes sociais no início do mês de setembro e foi feito em uma creche na cidade de Guararapes, mostrando inclusive quando a criança, muito nervosa, agride a professora e joga vários objetos ao chão.

No documento consta que o momento em que a criança foi filmada mostra “um ato de intenso sofrimento psíquico e descontrole comportamental”, ressaltando que ela “foi submetida a situação vexatória e constrangedora sem necessidade porque, além da exposição na internet a postagem gerou vários comentários ameaçadores e depreciativos”.

A promotoria julgou a atitude do parlamentar ao fazer o compartilhamento, como um fato grave, e comunicou também o Legislativo ourinhense, para que o caso fosse analisado.

Em entrevista ao Negocião, o vereador Guilherme, explicou que o MP pediu para que ele apagasse o vídeo e enviou um Ofício à Câmara Municipal, assinado pelo promotor Bruno Orsini Simonetti, para que fossem tomadas providências em relação a isso.

“O único pedido que o Ministério Público me fez foi pra apagar esse vídeo, porque não fui eu que gravei esse vídeo, ele já estava viralizado nas redes sociais, como eu disse, eu fui apenas mais um compartilhador”, conta o vereador.

Sobre a possibilidade de cassação de seu mandato de vereador, Guilherme Gonçalves diz que vai aguardar a ação da Conselho de Ética da Câmara. “Tô bem tranquilo em relação a esse compartilhamento, eu já apaguei, já me desculpei, agora a Comissão de Ética da Câmara vai analisar, estou tranquilo em relação a isso também, acredito nas pessoas, nos meus companheiros que vão estar à frente disso”.

Guilherme é o presidente do Conselho de Ética, que tem como vice-presidente a vereadora Roberta Stopa (PT), e membros Gil Carvalho (PL), Latinha (PP), Eder Mota (DEM).

 

 

 

 

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.