domingo, 19 de maio de 2024

Você sabia que as diferenças entre homens e mulheres no Brasil ainda são muito grandes?

Da redação

As mulheres, mesmo trabalhando fora, ainda são as maiores responsáveis pela educação dos filhos e pelas tarefas domésticas, ganham menos que os homens e têm menos acesso às carreiras publicas participação na política e promoções no trabalho. Isso sem falar na violência contra a mulher, um grande desafio a ser vencido por toda a sociedade.

Em grande parte, esse problema é cultural e tem a ver com a forma com que educamos nossos filhos (pais e mães). Replicamos aquilo que aprendemos com nossos pais e eles com nossos avós: meninos e meninas são criados de forma diferente, reforçando o modelo machista, patriarcal que tentamos combater quando nos tornamos adultos.

Meninos e meninas devem receber tratamento semelhante por parte dos pais, cuidadores e professores e isso inclui ter os direitos e deveres em qualquer ambiente. A igualdade entre os gêneros deve ser trabalhada principalmente na infância,momento em que conceitos são formados e internalizados, determinando personalidade e comportamentos. Isso inclui a divisão de tarefas domésticas também.

Bruzarosco, que é presidente do Sincomerciários de Ourinhos, disse que o tema é tão relevante, que a CNTC e a Fecomerciários lançaram um folder, que está à disposição nos sindicatos filiados, que contêm dicas para ajudar você, pais e mães trabalhadores, a educarem seus filhos sem reforçar as diferenças de gênero, criando uma sociedade mais justa e igualitária para eles no futuro.

Destacamos algumas destas dicas:

Dar o exemplo: ser modelo para os filhos, como por exemplo, dividir as tarefas domésticas: lavar a louça é tarefa tanto do pai quanto da mãe, como tanto o pai quanto a mãe têm capacidade de trocar o pneu do carro.

Esquecer os jargões machistas: tipo “meninos não choram”, “rosa é cor de menina”, “lugar de mulher é na cozinha”, entre outras, que ressaltam o preconceito em relação ao papel masculino e feminino na sociedade.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.