terça, 16 de julho de 2024

TECMAES completa 30 anos de história e celebra mais um ano de vitórias

Publicado em 05 dez 2021 - 07:31:54

           

“Portanto se você tiver dedicação e garra, você vence, é só acreditar e lutar”

 

Marcília Estefani

 

No dia 26 de novembro de 2021, a família Tecmaes comemorou 30 anos de existência e uma trajetória brilhante, marcada pelos esforços da família do Senhor Adalberto Aparecido Perez. O empreendimento, que começou pequeno, hoje é fornecedor de grandes empresas, participando também do mercado internacional, principalmente na América Latina.

Trabalhei 32 anos em fábrica como ajudante, mecânico, fresador, desenhista, projetista e engenheiro mecânico. Em 1990, quando Fernando Collor entrou e prendeu o dinheiro, eu trabalhava em uma empresa japonesa, recebi uma carta de dispensa. A partir deste momento decidi iniciar a minha própria empresa”. Foi com estas palavras, que o Senhor Adalberto, hoje com 77 anos, iniciou uma entrevista exclusiva, para celebrar três décadas de empreendedorismo, lutas e muitas vitórias.

Início da construção da primeira indústria no Distrito Industrial II

 

Natural de Salto Grande, a trajetória de empresário bem-sucedido começou a ser delineada aos 13 anos de idade, quando teve início sua vida profissional na área de produção, o que lhe proporcionou oportunidades de competir no mercado e de enfrentar com êxito grandes desafios.

Primeira indústria no Distrito Industrial II

 

Hoje, acompanhado das filhas e companheiras de trabalho, Sabrina Perez, Sandra Regina Perez, Simone Perez dos Santos, Senhor Adalberto comemora as conquistas, e se emociona com a gratidão e reconhecimento da família, que faz questão de trilhar a caminhada do pai.

Sr. Adalberto Peres, idealizador de tudo

 

O INÍCIO – Com 18 anos, o salto-grandense Adalberto, que já trabalhava na área de usinagem há cerca de 6 anos, decidiu tentar a vida em São Paulo. Depois de vários anos de trabalho em várias empresas no ABC, mesmo sem ter ao menos uma reserva financeira, em 1990 o empreendedor iniciou sua empresa, instalada na própria residência, em Santo André/SP, prestando serviços técnicos em projetos de máquinas, dispositivos e ferramentas para racionalização de produção.

Foi nesse período que a Sadia, hoje BRF, o procurou para construir uma máquina para fechamento de pacotes de frango com fita adesiva ao invés de grampos metálicos.

A ideia, trazida da França junto com uma máquina sucateada, foi rapidamente adaptada pelo profissional, que logo apresentou seu protótipo e recebeu promessas de muito trabalho. “A partir de agora você vai trabalhar somente para a Sadia”, disseram os empresários.

Sr. Adalberto comemora o sucesso ao lado das filhas Sabrina, Simone e Sandra

 

Porém, depois de alguns meses, vários orçamentos e apenas uma máquina vendida, Adalberto fez uma seladora e a apresentou na Feira Fispal (Feira Internacional de Processos, Embalagens e Logística para as Indústrias de Alimentos e Bebidas), a maior feira do setor na América Latina, a um gerente da 3M, o que resultou no rompimento por parte da Sadia, que queria exclusividade.

Após o término da Feira, o empreendedor pegou sua máquina seladora, e começou a visitar os abatedouros de aves (frigoríficos) do Paraná e Santa Catarina. Com isso, passou a comercializar o equipamento, inclusive para unidades da Sadia.

O desenvolvimento da seladora Jetfix proporcionou à Tecmaes a oportunidade de estabelecer uma sólida parceria com a 3M, da qual se tornou distribuidora.

A partir deste momento, a Tecmaes/Jetfix começou a crescer, chegando atualmente a mais de 50 modelos de máquinas, usadas para fechar, codificar e etiquetar embalagens para a indústria alimentícia, de bebidas, de ração animal, farmacêutica, cosmética e produtos perecíveis em geral.

 

A MUDANÇA PARA OURINHOS – Em dezembro de 1994, a Tecmaes veio para Ourinhos e no início de janeiro de 1995, Adalberto trouxe também sua esposa e as três filhas, com quem sempre dividiu seu sonho e o trabalho. “Mudamos para cá pela logística, porque viajávamos muito e nesta região ficaria tudo mais fácil”, conta o proprietário.

 

MAIORES DIFICULDADES – Segundo o empreendedor, a maior dificuldade vivida foi começar sem recursos, que foram conquistados aos poucos. De acordo com Sandra, a filha mais velha, “a persistência que o pai tinha fez toda a diferença”. Questionado se em algum momento teve vontade de desistir, Senhor Adalberto foi enfático: “Não, meu desejo é conseguir ampliar sempre nosso portifólio de produtos, mas desistir nunca”.

 

DESENVOLVIMENTO – Entre os anos de 1998 e 2012, a Tecmaes desenvolveu novos produtos de linha, como datadores para impressão nas embalagens com sistema Hot Stamping; máquinas de solda para embalagens com barramento fixo e aquecido; máquinas de solda para embalagens com barramento contínuo e aquecido. Essas máquinas transformaram-se em produtos de fabricação em linha, trazendo bons resultados financeiros.

A empresa também investiu em uma nova fábrica e alguns equipamentos para cortar jumbos de fitas adesivas e equipamentos de impressão para fitas adesivas, além de impressoras para produzir rótulos e etiquetas.

 

EXPANSÃO – A empresa vem sempre investindo em novas tecnologias, com equipamentos automatizados, e amplia cada vez mais seus segmentos de atuação. Mesmo em tempos de pandemia, a Tecmaes não parou. Focada no mercado voltado a frigoríficos e abatedouros, a empresa continuou na ativa, e ainda aproveitou para expandir e alcançar novos segmentos na área de cosméticos, álcool em gel e etiquetas para testes de covid. “Isso fez com que a gente não sentisse tanto a pandemia”, afirma Sabrina.

 

DIFERENCIAL – Além de conduzir os negócios com transparência, vivendo valores de integridade, responsabilidade, ética, cumprindo as leis, respeitando o meio ambiente, segundo Sabrina, o mais importante nestes 30 anos, foi a conquista da ISO 9001, que aconteceu há cerca de 10 anos “prezar a qualidade dos produtos é uma coisa que sempre buscamos, isso sem dúvida é o maior diferencial da empresa”.

Para cumprir com o compromisso de fabricar produtos de alta qualidade e segurança, proporcionando soluções eficazes e inovadoras, os profissionais estão sempre atentos às mudanças do mercado e buscando a melhoria contínua através de novas tecnologias.

Nas duas fotos acima, o interior da fábrica atual no Distrito Industrial I

 

Para isto, a valorização humana é essencial, e a Tecmaes prima pelo bem estar e a qualificação das pessoas, dando oportunidade aos colaboradores para que cresçam e desenvolvam-se junto à empresa.

Nós temos funcionários aqui que só têm um registro na carteira, que começaram trabalhando aqui (…) aprenderam a trabalhar com meu pai, ele mesmo que ensinou, assim como ensinou a gente, assim crescemos sempre na humildade, na luta”, lembra Simone.

 

FUTURO – Para 2022, a Tecmaes espera voltar a participar das feiras pelo Brasil e no exterior, interrompidas pela pandemia da covid-19, e se prepara para lançar um projeto novo, de máquinas para embalar diversos segmentos, inclusive secos e molhados.

Inspiradas pelo pai, as mulheres da vida do Senhor Adalberto contam que querem continuar nos passos do genitor, a quem admiram por tudo que construiu junto da esposa, e pelo legado deixado para a nova geração.

A vontade dele de estar sempre à frente, ser empreendedor, visionário, nos deixa cada vez mais orgulhosas do que ele é e do que a gente pode seguir, ele consegue contaminar todo mundo com sua visão do futuro e é meu espelho profissional junto com a mãe, mas ele é o pilar de tudo isso aqui“, diz Sabrina, que acumula 25 anos de experiência ao lado do pai na empresa e já atuou em vários departamentos.

Simone, que também já passou por diversos setores, agradece ao pai pela oportunidade dada de aprender. “Ele sempre foi exigente, rigoroso com a família, e isso permitiu que a gente se tornasse boas pessoas, boas mães, boas profissionais, tenho muito orgulho dele e de muitas pessoas aqui que aprenderam a trabalhar com ele. A gente quer ser pelo menos um dedinho deles, ao menos um pouquinho pra gente continuar esta empresa que ele e a mãe construíram, e continuar esse legado lindo que eles deixaram pra gente”.

Empresa atual no Distrito Industrial I

 

A filha mais velha, Sandra, tem menos tempo de empresa, mas traz as marcas do pai e demonstra com humildade e admiração, a gratidão pelas oportunidades oferecidas, e muita vontade de aprender com as irmãs para honrarem juntas o trabalho iniciado pelos pais, motivo de grande orgulho compartilhado em família.

 

LOCALIZAÇÃO – Há dois anos a TECMAES funciona toda no Distrito Industrial I, na Av. Comendador José Zillo, 860 onde está instalada a fábrica de máquinas, fitas adesivas e a de insumos, e atualmente emprega cerca de 85 trabalhadores.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.