quarta, 12 de agosto de 2020

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Enfermagem UNIFIO realiza live sobre mudanças na Assistência de Enfermagem frente à COVID-19

O Centro Universitário UNIFIO, desde o início da pandemia, vem realizando ações extensivas à sociedade, visando a dar a sua contribuição social no combate e prevenção ao novo Coronavírus.

 

Rose Pimentel Mader

 

Na noite de 26 de junho, o curso realizou uma live sobre “As Mudanças na Assistência de Enfermagem Frente ao COVID-19” que também contou com a participação de professores do Centro Universitário UNISAGRADO, de Bauru/SP. A live foi transmitida pelo canal do YouTube UNIFIOPLAY e contou com participantes de toda região.

As apresentações foram compartilhadas por docentes de ambas instituições: Enf. Dr. Caio Cavassan de Camargo e Enfª. Dra. Rita de Cássia Altino (UNISAGRADO), Enfª. Dra. Helena de Fátima Bernardes Millani e Enf. Me. Rodrigo Barone Martin (UNIFIO).

De acordo com o Coordenador do curso de Enfermagem UNIFIO Prof. Me. Juliano Rodrigues Coimbra, que participou da live como mediador, as ações para prevenção, combate e tratamento do novo Coronavírus no Brasil têm sido eximiamente realizadas por equipes multiprofissionais, principalmente da área da saúde. Na linha de frente destas ações encontram-se os profissionais de enfermagem. A profissão nasceu como prática social ligada aos elementos que compõem a existência e a vida humana em todos os parâmetros; questões de prevenção, promoção e reabilitação da saúde.

 

Professor ME. Juliano Rodrigues Coimbra, coordenador de Enfermagem UNIFIO

 

Neste momento de pandemia, é importante lembrar que a enfermagem sempre exerceu um papel fundamental nas ações de proteção aos indivíduos, considerando os determinantes sociais que estão envolvidos na questão da transmissão e do aumento do número de casos.

“Devemos, não unicamente, mas principalmente à enfermagem, a profilaxia e a prevenção de doenças que são imunopreveníveis, como a questão das vacinas, por exemplo. Em outras pandemias que tivemos, como cólera, Aids e H1N1, a enfermagem sempre aparece como protagonista. Desde Florence Nightingale até aos dias de hoje, lutamos para que a enfermagem seja melhor reconhecida e valorizada por nossas políticas”. O professor ainda ressalta o papel da Universidade nesse contexto. “Tentamos ao máximo colocar o trabalho do Centro Universitário UNIFIO a serviço da sociedade, não apenas formando Enfermeiros, mas principalmente desenvolvendo ações fundamentais para sociedade como um todo”.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.