fbpx

quarta, 08 de dezembro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Escolas já podem receber 100% os alunos presencialmente

Marcília Estefani

O Governador João Doria anunciou na quarta-feira, 13/10, a retomada obrigatória dos estudantes às aulas presenciais para as redes estadual, municipal e privada a partir de 18 de outubro de 2021. Todos os protocolos sanitários serão mantidos até o final de outubro, assim como o esquema de revezamento planejado por cada escola, de acordo com sua capacidade física. O ensino remoto será liberado apenas aos estudantes que apresentarem justificativa médica.

“A educação precisa ser prioridade da sociedade”

 

A partir de 3 de novembro, novas mudanças passarão a ser implementadas, como a não obrigatoriedade do distanciamento de um metro e, por consequência, a descontinuidade do revezamento entre os alunos nas aulas presenciais. A medida vai ampliar o acesso e a frequência dos estudantes da educação básica à unidade escolar para 100% dos estudantes presentes simultaneamente.

Ana Maria diz que tem medo de mandar os filhos para a escola

 

Segundo o Secretário da Educação, Rossieli Soares, “A educação precisa ser prioridade da sociedade. Fizemos todos os investimentos necessários para o cumprimento dos protocolos e essa volta tem total respaldo do Comitê Científico do Estado”. Ele ressaltou também que o avanço da vacinação dos profissionais da educação e adolescentes de 12 a 17 anos, garante maior segurança para a retomada por completo das aulas.

Cláudia Vicente afirma que é ótimo as crianças voltarem para a escola todos os dias, e que concorda com a determinação

 

A dirigente de ensino da Região de Ourinhos, Sandra Regina Andrade de Oliveira, informou ao Negocião que muitos pais já fizeram opção pelo retorno presencial e estão contentes e confiando na equipe escolar que tem preparado incansavelmente o ambiente para receber os alunos.

“Todas as escolas estaduais estão abertas para que as famílias visitem e verifiquem os protocolos sanitários que as escolas já prepararam para o acolhimento de toda equipe de professores e alunos. Muitos alunos não querem mais o revezamento, são palavras dos pais que procuram as escolas para pedir ao Diretor que seu filho frequente todos os dias as aulas”, explica Sandra.

Professora Lêda garante que “temos um bom suporte e tudo deve transcorrer com tranquilidade”

 

Cláudia Vicente, moradora do Jardim Paris, afirma que é ótimo as crianças voltarem para a escola todos os dias, e que concorda com a determinação.

“A escola está tomando todos os cuidados, eu e minha filha não temos do que reclamar, as crianças estão voltando a sorrir, a brincar, a sonhar, e isto é ótimo”.

Já Ana Maria da Silva, que tem filhos tem 9 e 10 anos, acha que deveria continuar como está, ao menos até janeiro. “Tenho medo sim de mandar meus filhos. O de 9 anos tem uma professora que acompanha ele pois tem algumas dificuldades motoras, mas temos que mandar né… Eu e meu esposo pensamos muito, temos muito medo, vamos entregar eles na proteção de Jesus e deixar ir”.

Fernanda Ozéas tem dois filhos, de 16 e 13 anos e também concorda com o retorno 100% presencial

Fernanda Ozéas tem dois filhos, de 16 e 13 anos e também concorda com o retorno 100% presencial. “Eu concordo com a volta das crianças para a sala de aula, já voltou tanta coisa, até parque de diversões e estádios de futebol, acho que já estava na hora de nossas crianças voltarem para a escola porque já perderam praticamente dois anos né, e estudar on line não é a mesma coisa, nada melhor que o presencial”.

As famílias que desejarem podem visitar as escolas para verificar como as equipes estão se preparando, afirma Sandra

A professora de educação infantil Lêda Ferrér contou que a princípio, a rede municipal atenderá 100% das crianças, quatro dias por semana, ficando um dia para planejamento.

“Alunos da manhã vão estudar segunda, terça, quarta e quinta, vamos ter a sexta para preparar atividades para quem não vai para a escola. Quem estuda no período da tarde, vai para escola na terça, quarta, quinta, sexta, teremos a segunda livre para dedicar às atividades dos alunos virtuais”.

Lêda afirma que apesar de ficarem um pouco preocupados e ansiosos com o retorno, têm um bom suporte e tudo deve transcorrer com tranquilidade.

 

EXCEÇÃO À OBRIGATORIEDADE

Poderão permanecer em atividade remota os seguintes grupos:

– Jovens pertencentes ao grupo de risco, com mais de 12 anos, que não tenham completado seu ciclo vacinal contra COVID-19;

– Jovens gestantes e puérperas;

– Crianças menores de 12 anos pertencentes ao grupo de risco para COVID-19 para as quais não há vacina contra a doença aprovada no país;

– Jovens com mais de 12 anos com comorbidades e que não tenham completado o ciclo vacinal contra COVID-19;

– Estudantes com condição de saúde de maior fragilidade à COVID-19, mesmo com o ciclo vacinal completo, comprovada com prescrição médica para permanecer em atividades remotas.

 

 

PROTOCOLOS SANITÁRIOS PARA A VOLTA AO ENSINO PRESENCIAL

– Pessoas sintomáticas não devem ir à escola

– Uso correto e obrigatório da máscara

– Aferição de temperatura – acima de 37,5ºc não devem permanecer na escola

– Caso confirmado ou suspeito: notificar UBS local, registrar caso no SIMED e monitorar

– Manter a sala isolada e arejada na escola

– Higienização frequente das mãos

– Ventilação e higienização dos ambientes

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×