fbpx

segunda, 20 de setembro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Associação dos Diabéticos lota Câmara para reivindicar verbas atrasadas

Marcília Estefani

Na quinta-feira, 9/9, o presidente da Associação dos Diabéticos de Ourinhos, Senhor Júlio César Benatto, unido a outros representantes e usuários da ADO esteve na Sessão da Câmara Municipal de Ourinhos, a fim de pedir o apoio do legislativo para receber repasse de verbas municipais atrasadas, que têm dificultado o andamento dos serviços prestados aos ourinhenses portadores de diabetes.

Através de um comunicado que circulou pelas redes sociais, Júlio Cesar convocou a todos os pacientes atendidos pela ADO, os colaboradores e simpatizantes para o ato de reivindicação. Na mesma noite o Mandato Coletivo ENFRENTE, através da vereadora Roberta Stopa, apresentou o Requerimento 1.328/21, onde pede informações sobre o Termo de Colaboração da Secretaria Municipal de Saúde com a ADO para atendimento laboratorial.

O plenário da Câmara Municipal de Ourinhos teve suas dependências praticamente tomadas pelos manifestantes

 

Segundo Roberta, a Associação enviou ofício a todos os vereadores e ela esteve no local reunida com o Senhor Júlio, onde conheceu as dependências e um pouco do serviço oferecido aos pacientes com diabetes, que segundo os usuários é de ‘excelência’.

Pediu também uma resposta por escrito do prefeito, com as devidas explicações sobre o atraso de pagamento dos meses de abril e maio, e sobre a diminuição do valor do repasse, fatos que põe em risco o futuro da associação. “A gente não quer acordo político, a gente quer efetividade no atendimento”, disse a vereadora.

Júlio Cesar Benatto, presidente da ADO – Associação dos Diabéticos de Ourinhos

 

O Presidente da Câmara, o vereador Santiago De Lucas Ângelo, contou então que tiveram uma reunião na manhã da quinta-feira, 9/9, entre vereadores da base (Tasca, Gil, Zóio, Raquel, Eder, Anísio e Santiago), representantes da ADO, para discutir sobre o problema da ADO, que, segundo o presidente, hoje é jurídico. “Estamos muito preocupados em relação ao atendimento que a ADO presta para a população, só precisamos encontrar um caminho, que hoje há um impasse entre a associação, a procuradoria municipal, que não está tendo um entendimento no que se refere aos próximos repasses”

Ainda de acordo com Santiago, uma das soluções encontradas é a antecipação do duodécimo da Câmara, para que seja coberto o valor em atraso. A procuradoria busca agora por uma forma legal para realizar o adiantamento.
A Vereadora Roberta Stopa, que não foi convidada para participar da reunião com as partes, declarou que aguarda por escrito a resposta ao Requerimento nº 1.328/21, de autoria do Mandato Coletivo.

O comunicado de convocação da Associação dos Diabéticos

 

Em entrevista ao Negocião, o presidente da ADO disse que esteve na reunião, que os vereadores mostraram boa vontade em ajudar, mas ainda não ficou definido nada. “Hoje chamaram nós na reunião pra tentar resolver esse impasse, até agora são só palavras, o Santiago ofereceu repassar o duodécimo, mas agora entra o problema jurídico, e eu pergunto, porque deixar chegar a este ponto”, declarou Júlio.

Benatto fez questão de ressaltar à população, que a questão não é um problema financeiro da administração, pois o dinheiro repassado para a ADO não é do município, e sim do SUS.

Alguns vereadores foram aplaudidos pelos manifestantes durante pronunciamentos

“É repasse do Governo Federal, do Ministério da Saúde, não implica em dinheiro do município, é do SUS, que não está chegando na associação (…) o governo aumenta o valor do repasse da saúde e o município diminui o repasse. Ou a gente resolve este impasse jurídico na prefeitura ou a gente fecha”, finalizou o presidente.

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×