sbado, 11 de julho de 2020

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Aulas das redes públicas e privadas devem retornar em 8 de setembro

Volta está condicionada a medidas de contenção da epidemia previstas no plano São Paulo de retomada consciente das atividades do estado

 

Da redação

 

Em coletiva de imprensa na quarta-feira, 24, o governo do Estado de São Paulo anunciou um “Plano de Retomada da Educação” para as redes públicas e particulares de ensino básico, e superior em todo o Estado. A ideia é iniciar o retorno das aulas presenciais a partir de 8 de setembro, com ocupação máxima de 35% das salas, em sistema de revezamento dos alunos durante a semana, respeitando distanciamento e normas de higiene.

De acordo como plano, cada escola definirá o revezamento de alunos e o nível de ensino que será priorizado (se infantil, fundamental ou médio), sendo que cada estudante deverá ter ao menos um dia de aula presencial por semana. Os alunos que ficarem em casa seguirão com as aulas virtuais.

O secretário estadual de educação, Rossieli Soares, explicou que o retorno das aulas presenciais só vai acontecer se todas as regiões do estado permanecerem na etapa amarela – a terceira menos restritiva, segundo critérios de capacidade hospitalar e progressão da pandemia – por 28 dias consecutivos.

O secretário comentou também que a data proposta faz parte de um estudo da secretaria de educação com o governo para que a rede de ensino se prepare para servir a merenda e contar com itens de proteção, para oferecer um atendimento aos alunos, sem colocar ninguém em risco. “No dia 4 de setembro é a data prevista para o anúncio de indicadores e quando deve se confirmar se ali continuamos no amarelo para que possamos dar andamento ao plano”.

Retomada será feita em 3 etapas – O plano de retorno das aulas presenciais prevê no total três etapas. Além da primeira, com 35% do atendimento aos alunos; a segunda prevê a frequência às escolas de 70% dos estudantes, se a cidade se encontrar na fase 4, verde, em que há ainda menos restrições nas atividades econômicas. A volta de 100% dos alunos se dará na fase 5, azul, quando deve haver um total controle da pandemia.

As condições do retorno da educação e o avanço das etapas estão vinculados aos indicadores de saúde, seguindo uma série de protocolos que incluem o distanciamento social, a higiene pessoal, a sanitização de ambientes, comunicação quanto aos riscos e procedimentos adotados e o monitoramento para garantir que as ações sejam efetivas.

 

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.