fbpx

segunda, 20 de setembro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Celso Silveira Mello, esposa, 3 filhos, piloto e copiloto morrem em acidente de avião

Aeronave explodiu ao cair próximo ao aeroporto de Piracicaba

 

Da redação

 

O empresário Celso Silveira Mello Filho, 73 anos, sua esposa, filhos, copiloto e piloto, morreram na manhã desta terça-feira, 14/9, após avião em que estavam cair, próximo a Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo, em Piracicaba.

Mello Filho era acionista da Cosan, que tem seu irmão, Rubens Ometto Silveira Mello, como presidente do Conselho de Administração. A empresa confirmou a morte do empresário em nota.

Segundo a companhia, a mulher do empresário, Maria Luiza Meneghel, 71 anos, os três filhos – Camila Meneghel Silveira Mello Zanforlin, 48 anos, os gêmeos Celso Meneghel Silveira Mello, Fernando Meneghel Silveira Mello, 46 anos, o piloto Celso Elias Carloni, 39 anos, e o copiloto Giovani Dedini Gullo, 24 anos, também morreram no acidente.

“Com enorme pesar, a Cosan informa que o empresário Celso Silveira Mello Filho estava com a família na aeronave King Air 360 que caiu hoje, às 10h, em Piracicaba, causando a morte de todos os ocupantes. Celso era acionista e irmão do presidente do Conselho de Administração da companhia, Rubens Ometto Silveira Mello. Também estavam no avião a esposa de Celso, Maria Luiza Meneghel, seus três filhos, Celso, Fernando e Camila, o piloto Celso Elias Carloni e o copiloto Giovani Gulo”, diz a nota.

Acidente – A aeronave em que a família estava caiu na manhã desta terça-feira (14) em Piracicaba, no interior de São Paulo. O avião era uma aeronave de aviação executiva, de pequeno porte, contratada sob demanda.

Família iria ao Pará  – A família viajava para Redenção, cidade do Pará, onde Celso Silveira construiu a Faculdade de Ensino Superior da Amazônia. A “menina dos olhos” do empresário era atualmente comandada por sua filha, Camila Meneghel Silveira Mello Zanforlin, de 48 anos. Além dela, os gêmeos Celso e Fernando Meneghel Silveira Mello, de 46 anos, também acompanhavam a irmã e os pais.

Fernando Mello era atleta de tiro esportivo e integrava a seleção brasileira da modalidade. O atirador não conseguiu índice para disputar as Olimpíadas de Tóquio 2020. Ele foi campeão sul-americano e disputou os últimos Jogos-Pan Americanos de Lima, no Peru, na categoria fossa olímpica.

 

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×