fbpx

quinta, 28 de outubro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Chavantes confirma 1º caso da variante brasileira do coronavírus

Prefeitura publicou decreto com toque de restrição das 20h às 5h e endureceu quarentena

 

Da redação

 

A prefeitura de Chavantes (SP) confirmou no fim da tarde desta quinta-feira (4) o primeiro caso da variante brasileira do coronavírus na cidade. Segundo a assessoria da prefeitura de Chavantes, o caso foi confirmado em um médico da cidade que foi para São Paulo no início da semana para realizar um procedimento de saúde e fez exame da Covid-19.

Ainda de acordo com a prefeitura, o teste deu positivo para coronavírus com uma alteração. Por isso, foram realizados novos exames para detectar a variante, que foi confirmada.

Apesar da confirmação, a prefeitura informou que o médico não se sentiu mal e não ficou internado porque já estava vacinado contra a doença. De acordo com a assessoria, ele está curado e já voltou a atender normalmente no município.

Segundo a Secretaria de Saúde de São Paulo, além dos casos no centro-oeste paulista, também já foram reportados um caso da variante brasileira do coronavírus na capital, 12 em Araraquara e dois em São José dos Campos.

Jaú foi a primeira cidade do centro-oeste paulista a confirmar casos da variante brasileira, no dia 13 de fevereiro. Depois de registrar três casos, a prefeitura endureceu as regras da fase vermelha da quarentena para conter o avanço do vírus.

Em todo o estado de São Paulo, são 38 casos autóctones, ou seja, de pacientes que não viajaram ao Amazonas ou tiveram contato com pessoas do estado.

Segundo o governo do estado, foram confirmados 10 casos da cepa de Manaus (AM) em Jaú, quatro em Lençóis Paulista, três em Lins, três em Bauru, um em Pederneiras, um em Bocaina e um em Dois Córregos.

 

Novo decreto em Chavantes endurece a quarentena

Após a confirmação da nova variante, a prefeitura de Chavantes publicou um decreto que endurece as regras da quarentena na cidade, já a partir desta quinta-feira (4).

Com o documento, o chefe do Executivo estabeleceu um toque de restrição de circulação de pessoas na cidade das 20h às 5h. Neste período, somente serviços essenciais podem funcionar.

O decreto também estabelece que as atividades essenciais podem funcionar com apenas 20% da capacidade do público, seguindo as medidas de distanciamento e protocolos de segurança para evitar a disseminação da Covid-19. A mesma regra vale para as igrejas.

Já o comércio, academias, eventos, clubes esportivos, bares, salões de beleza, entre outros serviços considerados não essenciais pelo Plano São Paulo, estão proibidos de atender presencialmente. As atividades que forem compatíveis com o modelo delivery podem funcionar com serviços de entrega.

Com o novo decreto, também fica suspenso o expediente dos órgãos públicos municipais, com exceção do serviço público de saúde. As aulas presenciais da rede municipal e estadual também foram suspensas.

Além disso, a prefeitura informou que vai intensificar a fiscalização de festas clandestinas e vai interditar parques, praças, lagos e pistas de caminhada para evitar aglomerações.

 

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×