domingo, 17 de janeiro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Desabafo de médica na web demonstra gravidade da situação do coronavírus na DRS de Marília

Marília atingiu no último final de semana o mesmo estágio de Ourinhos e passa também a transferir pacientes para a região. A profissional desabafa: ‘Pessoas vão morrer’

 

Da redação

 

Mesmo depois de rebaixada para a fase laranja, cidade de Marília tem registrado aglomerações. No dia em que um mariliense com Covid precisou ser transferido para cidade vizinha por falta de vagas, uma festa com 200 pessoas foi interrompida pela PM.

O desabafo de uma médica de Marília (SP) sobre a situação preocupante do coronavírus na cidade está repercutindo nas redes sociais. Até a manhã da segunda-feira (11), a postagem de Ana Carolina Amaral tinha mais de 1,5 mil compartilhamentos no Facebook.

A publicação ocorreu horas antes da cidade atingir 100% de ocupação nos leitos de UTI para Covid no sábado (9). Pela primeira vez na pandemia, a prefeitura precisou transferir para outro município um mariliense diagnosticado com Covid por falta de vagas nos hospitais locais.

 

O desabafo de uma médica de Marília (SP) sobre a situação preocupante do coronavírus na cidade está repercutindo nas redes sociais

 

Na noite do mesmo dia, a prefeitura e a Polícia Militar interromperam uma festa com cerca de 200 pessoas que estava sendo realizada em uma chácara de Marília. (Veja acima)

“Pessoas inconsequentes, egoístas, prepotentes […] Entendo o momento em que todos estamos saturados e enfadados de isolamento, porém, nossa cidade vive um momento crítico. Não temos leito. Pessoas vão morrer sem ter expectativas e esperanças de sobreviver pois estamos em colapso”, publicou a médica.

“Qual o sentido de tamanha desumanidade? Falta de empatia? Acham ainda que é política? Eu como médica posso dizer não tem nada de política. Temos jovens saudáveis morrendo, idosos sem comorbidades morrendo ou sobrevivendo, a Covid é uma roleta russa, não vamos saber quem é a próxima vítima”, continuou Ana Carolina na postagem.

A taxa de ocupação de leitos de UTI para Covid é um dos indicadores utilizados pelo Plano São Paulo para determinar as regras de flexibilização da quarentena. Na última sexta-feira (8), o Departamento Regional de Saúde (DRS) de Marília foi rebaixado para a fase laranja do plano, depois de passar meses seguindo a fase amarela.

Nesta segunda-feira (11), Marília registrou mais duas mortes por coronavírus, de uma mulher de 53 anos e de um idoso de 77 anos. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado pela prefeitura, o município soma 9.348 casos de Covid e 122 mortes.

 

Em Ourinhos a realidade não é diferente

Apesar do apelo da administração, dos órgãos de saúde, do esgotamento de vagas na UTI Covid-19 da Santa Casa de Misericórdia, que já está enviando pacientes para a região desde o mês de dezembro, a incidência de aglomerações através de festas em chácaras e até em residências, em filas de banco, supermercados, praças públicas ainda é uma realidade muito forte.

Prova disto são os boletins informativos divulgados diariamente pela Santa Casa e Secretaria de Saúde, que ainda são desacreditados por grande parte da população.

A Prefeitura divulgou na segunda-feira, 11, um novo decreto será divulgado nesta terça-feira, 12, que irá restringir as medidas de flexibilização para conter a propagação do coronavírus.

Segundo a administração, um estudo feito pelo comitê técnico da cidade constatou que, apesar do esforço de uma pequena parcela, a maior parte da população não colaborou com as medidas preventivas, muitos estabelecimentos comerciais não fizeram o controle de fluxo, entre outras questões, que resultaram na lotação dos hospitais e leitos de UTI da cidade.

Diante do estudo, foi acordado que se não houver uma medida restritiva mais rígida, o Poder Executivo poderá ser penalizado. O novo decreto irá conter medidas rígidas por sete dias para controlar a situação. E caso não haja melhora neste período, o município irá adotar o lockdown como caminho.

 

Segue boletim coronavírus atualizado na noite da segunda-feira, 11.

A Secretaria Municipal de Saúde registrou 98 novos casos de coronavírus nesta segunda-feira (11).

Ocupação dos leitos de UTI

Santa Casa (UTI) – 10 leitos ocupados
– De Ourinhos: 10 pacientes

Hospital Unimed (UTI) – 03 pacientes

Ocupações dos leitos do Hospital COVID – 22 pacientes

Total de óbitos – 63

Total de curados – 3.887

Total de casos registrados – 4.346

 

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.