segunda, 08 de maro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Mais um coletor de lixo é ferido por caco de vidro durante expediente

Esta é a segunda ocorrência de ferimento em menos de 15 dias

 

Da redação

 

Em menos de 15 dias, mais um funcionário da SAE foi ferido por caco de vidro durante o horário de trabalho, em coleta de lixo no Jardim Júlia.

 

 

O coletor foi levado à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) e medicado. Foram necessários sete pontos para fechar o ferimento. O fato ocorreu na manhã de terça-feira (16). No dia 4 de fevereiro outro coletor teve a perna cortada por um caco de vidro mal acondicionado no saco de lixo.

Acidentes com coletores são comuns. Além de cacos de vidros, espetos de madeira e até agulhas de seringas descartados de forma incorreta no lixo costumam ferir os trabalhadores. A SAE pede a conscientização da população para acomodar os objetos cortantes em papelões ou garrafas PET cortadas ao meio.

 

Como descartar o lixo corretamente

Medidas simples na hora de descartar materiais cortantes e perfurantes contribuem com o trabalho dos coletores de lixo. Veja como ajudar e prevenir acidentes:

– Agulhas e seringas não podem ser descartadas no lixo comum, porque além de perfurar a pele, podem transmitir doenças. O ideal é encaminhar esse material a um posto de saúde, para que o local possa fazer o descarte correto do resíduo.

– Em caso de vidro quebrado, coloque os cacos em embalagens seguras, que podem ser, inclusive, aproveitadas de recicláveis, como garrafas PET e caixas de leite. Se optar por descartar na garrafa de plástico, corte um pouco acima do meio, armazene os cacos de vidro no interior, recoloque a tampa com o bico para dentro e passe uma fita adesiva. Tanto na PET, quando na embalagem de leite, identifique com uma caneta, em letras grandes, o que está dentro de seu interior.

– Para as tampas serrilhadas das latas, que também podem machucar, a recomendação é dobrá-las para dentro.

– Pregos, parafusos, arames e espetinhos de madeira devem seguir a mesma orientação para os vidros. As  garrafas pet continuam sendo a melhor opção.

– Neste período de pandemia, não esqueça de separar o lixo de infectados pela Covid-19 e identificar também a embalagem, para que os coletores possam descartar de forma adequada.

 

Identifique o lixo contaminado e proteja os coletores

 

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.