sbado, 28 de novembro de 2020

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Mercado automotivo, um dos grandes vetores da economia de SP

Mercado de automóveis no estado apresenta resultados promissores

 

Da redação

 

Nenhum outro estado brasileiro tem tanta pujança no mercado automobilístico quanto o estado de São Paulo. O número de carros à venda em SP é maior do que qualquer outro. Mas não é só em termos de números de venda que o mercado automotivo de São Paulo é opulento. Com efeito, ele é bem robusto inclusive em termos de produção.

Como é o mercado automotivo no estado de São Paulo? Como são e como andam os investimentos na indústria automotiva? A capital e região metropolitana ou o interior é mais bem servido em termos de produção? E a indústria automobilística no ABC? Tudo isso é o que será abordado no decorrer deste artigo.

O mercado automotivo em São Paulo

Para se ter uma noção do tamanho e projeção do mercado automotivo no estado de São Paulo, o primeiríssimo carro motorizado que chegou em terras brasileiras, no ano de 1891. Para sermos mais específicos, chegou na cidade de Santos, no porto local.

Nas primeiras décadas do século XX, o estado de São Paulo recebeu fábricas de algumas montadoras, como General Motors e Ford. Para se ter uma noção do impacto e expansão dessa indústria no estado, a quantidade de carros subiu de 5.596 para 43.657 e o de caminhões foi de 222 para 25.858, entre os anos de 1920 e 1939.

Posteriormente, em 1956, ocorreu a inauguração a primeiríssima fábrica da Mercedes Benz, na cidade de São Bernardo do Campo. Aliás, nos anos 1950, essa verdadeira revolução automotiva deu ao estado de São Paulo um progresso enorme em termos de tecnologia, aumento da geração de empregos e um desenvolvimento gigantesco e intenso.

 

Figura 1: Freepik

Atualmente, São Paulo fabrica mais de um milhão de veículos por ano. A propósito, o setor automotivo foi aquele que difundiu novos investimentos para o estado de São Paulo, segundo um balanço efetuado pela InvestSP, que consiste em uma agência de promoção de investimentos e competitividade do Estado.

Os aportes de investimentos, no valor de R$13,5 bilhões declarados pela indústria automobilística significam 44% do total de R$30,5 bilhões em novos projetos informados de decorrer do ano em terras paulistas.

O nicho continuou sendo o mais ativo da economia do estado, no que tange à atração de investimentos. No ano de 2018, a indústria automobilística igualmente liberou o ranking dos segmentos que mais aplicaram recursos no Estado, com um pedaço de 59% de todos os investimentos declarados naquele ano. A despeito de uma participação ligeiramente menor em 2019, os R$13,5 bilhões significam um crescimento 4 vezes maior que o total de investimentos declarados no ano anterior.

A captação de investimentos do setor automotivo de São Paulo é fruto, em grande parte, de um esforço do Governo do Estado nas viagens internacionais efetuadas no decorrer do ano. Além disso, em 2019, no mês de outubro, o governador João Dória sancionou uma lei que permitia a concessão de financiamento especial para as companhias que possuem um projeto aprovado no âmbito do IncentivAuto, que nada mais é do que um programa estratégico para o setor automotivo paulista.

Nessa iniciativa, as fábricas dos automóveis são devidamente credenciadas para conseguir um financiamento atrelado ao programa, fornecido em função do ICMS originado por projetos de investimento que foram apresentados anteriormente. São esperados descontos para um pagamento adiantado das parcelas do financiamento, que podem atingir até 25% do saldo devedor, para investimentos da ordem de R$10 bilhões para cima.

Tudo isso explica e prova de forma cabal o peso e a relevância do setor automotivo no estado de São Paulo, evidenciando com clareza o quanto e como ele é um importantíssimo vetor da economia paulista.

Os resultados do setor automotivo dentro e fora do estado de São Paulo

O setor automotivo iniciou o ano de 2020 com muito otimismo e várias razões para celebrar, dado que o ano de 2019 apresentou o melhor resultado na venda de veículos no país em cinco anos. Isso vale tanto para os veículos novos quanto os carros usados em SP, o que é bastante positivo para a economia do estado.

As pessoas começaram a se sentir mais seguras e confiantes, nutrindo maiores esperanças do que a economia estaria ficando cada vez mais aquecida e melhorando. Por conta disso, a procura por novos carros ou mesmo carros usados aumentou de forma expressiva.

Há cerca de 5 anos, não se notava um resultado tão interessante para a comercialização de veículos novos. De fato, houve um aumento de 8,65% no ano de 2019, o que representa algo em torno de 2,7 milhões de carros emplacados.

Uma das razões que levaram o consumidor a querer comprar carros novamente foi a queda considerável dos juros e da inadimplência. Isso incentivou a concessão de crédito para adquirir um carro novo ou então um carro usado ou seminovo.

A situação econômica deu uma ligeira melhorada, desemprego foi levemente reduzido, as pessoas estão mais empolgadas. E, recordando, com a liberação do Fundo de Garantia e um conjunto de fatores, 2020 já chegou com uma perspectiva bem mais promissora.

Mas não foram só os consumidores individuais que impulsionaram e impulsionam o mercado automotivo no estado de São Paulo e no Brasil. Com efeito, as empresas também tiveram um papel muito grande nesse processo. De fato, diversas companhias adquiriram carros novos para alugar para motoristas de aplicativo.

Tanto é que, de acordo com o Banco Central, o crédito para pessoa jurídica para financiamento de veículos foi o que teve o maior crescimento no ano de 2019. No período de 1 ano, o crescimento foi de cerca de 80%. Além das locadoras, diversos motoristas de aplicativo também compraram um carro novo. A movimentação do comércio em geral, no quesito do consumo, ficou bem mais forte esse ano. Isso indica que a economia “pegou no tranco”.

Agora você entende como e por que a indústria automotiva e o mercado automotivo é um dos segmentos mais importantes do estado de São Paulo. Curta e compartilhe esse post em suas redes sociais!

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.