fbpx

quinta, 28 de outubro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Munícipes reclamam de terrenos sujos e abandonados em Ourinhos

As críticas crescem a cada dia, inclusive em relação a áreas de responsabilidade da prefeitura

 

 

Marcília Estefani

 

Munícipes de vários bairros de Ourinhos têm reclamado devido à falta de manutenção por porte de proprietários de terrenos da cidade, que não cuidam de seu espaço, deixando o mato alto, contribuindo para a infestação de animais peçonhentos e de mosquitos. As críticas crescem a cada dia, inclusive em relação a áreas de responsabilidade da prefeitura.

 

Terreno localizado no Jardim itamaraty

 

Moradores da Rua Julio Mori, afirmam que há meses estão pedindo para a prefeitura fazer a limpeza da área próximo da passagem da linha férrea. “Fica um jogo de empurra-empurra, falam que é de responsabilidade da linha férrea e no entanto não notificam o pessoal da linha, o mato só cresce e ninguém faz nada, a sujeira está horrível, fora rato, escorpião, baratas”, disse Silvia Tarloto Mariano.

 

Terreno na Rua Júlio Mori, onde, segundo moradores, ocorre infestação de ratos e outros animais peçonhentos

 

Problema parecido enfrenta Deise Lourenço, moradora da Rua Amando Meira Barros, no Jardim Itamaraty, onde também existe uma área que, segundo a munícipe, está praticamente abandonada.

“Dizem ter dono, mais nunca o vi fazendo uma limpeza. Minha preocupação é de bichos, como escorpião, cobras e até mesmo aranhas que já encontrei dentro da minha casa, tenho medo pois tenho bebê de três meses em casa. Minha sogra mora no mesmo quintal, e reclama, e não é à toa, o mato está na altura do muro… Meu desespero é total, não tenho como ficar correndo atrás de prefeitura pra reclamar, pois tenho que dar preferência de cuidar do meu filho”, desabafa a munícipe.

 

Rua Amando Meira Barros, no Jardim Itamaraty, com mato na altura do muro

 

Silvana Adão, residente na Rua Ângelo Barone, na Vila Soares, relatou que também aguarda limpeza de um terreno próximo de sua casa. “Todo mês falo com um secretário, mas até agora nada, já apareceu cobra duas vezes na casa, aranhas, direto a gente detetiza e some por um mês só, tenho criança de três anos e de 15 dias, temos muito medo de escorpião, outro dia estava nos brinquedos”.

 

OUTRO LADO – A Secretaria de Meio Ambiente afirma que existe uma enorme demanda para os fiscais, e por isso solicitam que a população entre em contato com a Secretaria e faça a abertura de um processo para fiscalização, tanto para áreas particulares quanto públicas. “Isso ajudará na logística e na coordenação das atividades de fiscalização, no caso de áreas públicas, temos mais de 650 áreas entre praças e áreas verdes, a manutenção é bem complicada, quando é registrado um pedido de limpeza ajuda a secretaria identificar as prioridades”.

A Prefeitura de Ourinhos também informou que intensificou a fiscalização de terrenos baldios com o objetivo de diminuir a incidência de vetores e contaminação do solo. De 04 de janeiro a 11 de fevereiro deste ano, foram feitas 220 notificações de terrenos com mato alto ou sujos.

 

Prefeitura informou que está intensificando a fiscalização de terrenos baldios para diminuir a incidência de vetores e contaminação do solo

 

Caso o terreno não esteja de acordo com a lei, o proprietário é, em primeiro momento, notificado e orientado a efetuar a limpeza e roçada no prazo máximo de 15 dias.

Não providenciando a limpeza é emitida uma multa no valor de 10 UFM (Unidade Fiscal do Município), o que corresponde a aproximadamente R$ 1.050,00, mais custos envolvidos caso a limpeza seja feita pela Prefeitura.

Uma vez ciente e notificado da obrigatoriedade de manter o terreno limpo, esta notificação tem validade de cinco anos, não cabendo mais, em uma próxima ocorrência, a etapa de notificação, mais sim a autuação direta.

Esta ação contempla a Diretiva de Estrutura e Educação Ambiental e os ODS 03, 12 e 15 da agenda 2030 da ONU.

A abertura para processo de fiscalização pode ser feita através do telefone (14) 3335-7911.

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×