quinta, 01 de outubro de 2020

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Operação Delegada da Central de Monitoramento se apresenta eficaz no combate à criminalidade

Desde o final do mês de julho deste ano, foi instalado na Central de Videomonitoramento, uma estação de trabalho operada por policiais militares

 

Marcília Estefani

 

Há pouco mais de um mês, a Service Security, em parceria com a Secretaria de Segurança Pública de Ourinhos, agregou à Central de Videomonitoramento da cidade, mais um programa da Polícia Militar, com a finalidade de combate à criminalidade: a Operação Delegada.

Desde o final do mês de julho deste ano, foi instalado na Central de Videomonitoramento, uma estação de trabalho operada por policiais militares, de onde é possível monitorar de forma eficaz alguns pontos de maior incidência de crimes, em horários bastante específicos.

De acordo com o Coronel Wagner, existia a necessidade de um acompanhamento mais efetivo da PM em alguns locais, para o combate de ações ilícitas e diminuição da criminalidade. Porém, questões como efetivo disponível, viaturas, e as despesas que seriam geradas ainda eram impedimentos importantes, que foram superados com este programa.

 

Coronel Wagner – Através das câmeras, o policial, com sua experiência, consegue identificar nos ambientes públicos os comportamentos que não são médios da população.

 

“Com a tecnologia que implantamos e para evitar despesas desnecessárias, o policial militar passa parte do dia aqui na Central de Videomonitoramento, pela operação delegada, através da Secretaria Municipal de Segurança Pública de Ourinhos e o 31º BPM e tem uma estação de trabalho que é próprio dele, onde tem direcionado a ele os principais pontos que interessa para o município. O policial, com sua experiência consegue identificar nos ambientes públicos os comportamentos que não são médios da população”, explica.

Através de sua estação de trabalho, ele passa a enxergar as principais praças, os principais logradouros, algumas escolas, pontos onde é necessário maior prevenção do crime, da violência, do tráfico.

“O sucesso foi imediato e logo no primeiro dia o policial de plantão reconheceu uma pessoa que já é conhecida pelos meios policiais, que estava na praça dos Skatistas, e imediatamente comunicou uma viatura que estava na rua, e a  equipe se deslocou pra lá, onde foi feita a abordagem, busca pessoal, e apreendida quantidade razoável de drogas, e assim aconteceu durante os três dias consecutivos, e continua a acontecer”, conta o Coronel.

 

João Newton César Filho, proprietário da Service Security em Ourinhos

 

Segundo João Newton César Filho, proprietário da Service Security em Ourinhos, profissional especializado na criação de sistemas de segurança, o fundamental é entender que a inteligência artificial do monitoramento com seu sistema software, objeto de contrato que a prefeitura tem com a Service, unido à inteligência policial daquele membro da corporação que está na estação de trabalho e todas as ferramentas que ele tem à disposição, ao invés de ir em 15 ou 20 lugares, tem a facilidade de monitorar da frente da tela de computadores esses mesmos 15 ou 20 lugares num tempo muito menor, com uma economia muito maior, quesitos fundamentais dentro da realidade em que vivemos.

“É esse caminho que o mundo inteiro está tomando, não está substituindo a mão de obra, está utilizando uma mão de obra qualificada num ambiente de inteligência artificial qualificado também”, afirma Newton César.

Sargento Camargo, durante um de seus plantões, falou sobre os benefícios do programa para o combate ao crime e para a polícia. “É um trabalho preventivo realizado aqui, e também, quando algo de ilícito está acontecendo, temos maior agilidade no atendimento, porque assim que flagramos aqui na câmera, de pronto já passamos para as viaturas que se deslocam imediatamente até o local indicado”.

 

Sargento Camargo, durante um de seus plantões diz “É um trabalho preventivo realizado aqui”

 

Para o Capitão Lucas Viol Franciscon, que é Comandante da 1ª Cia e está à frente desse trabalho com a Atividade Delegada, mediante uso da tecnologia de videomonitorização, o Policial Militar escalado na Atividade Delegada em questão tem o potencial de maximizar a ação de presença da Polícia Militar, especialmente para otimizar a eficácia na prevenção de delitos e infrações administrativas; melhorar o tempo de resposta quando da necessidade de se adotar ações policiais repressivas imediatas, aumentando a probabilidade de detenção do infrator da lei; contribuir na busca da redução dos índices criminais, além de aumentar a sensação de segurança da população.

 

Capitão Lucas Viol Franciscon, que é Comandante da 1ª Cia e está à frente desse trabalho com a Atividade Delegada

 

“Neste período, de pouco mais de 30 dias, vários criminosos foram identificados e presos em flagrante por crimes como tráfico de drogas e furtos a estabelecimentos comerciais e prédios públicos, com o auxílio das imagens transmitidas e observadas pelo Policial Militar na central de monitoramento. Tais ações preventivas e repressivas vêm contribuindo para a redução de índices criminais na cidade, em especial nas regiões monitoradas, desmotivando ações criminosas devido a ampliação da área patrulhada e monitorada pela Polícia Militar”.

A ação acabou por se efetivar muito rápido, de imediato, com uma eficácia impressionante, mais do que o município e a polícia militar esperavam.

 

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.