fbpx

sbado, 17 de abril de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

População reclama de fios e cabeamentos mal instalados ou inutilizados

Imagens foram enviadas por populares do Jardim Guaporé, tiradas após chuvas da última semana

 

Marcília Estefani

 

Moradores do Jardim Guaporé enviaram ao Jornal Negocião, imagens registradas após chuvas da última semana, que mostram situação de fios de energia e cabeamentos de internet, que, inutilizados ou mal instalados, representam perigo para a população.

 

Fotos enviadas por moradores do Jd Guaporé mostram um emaranhado de fios

 

Segundo relatos dos moradores, os funcionários dos provedores de internet deixam os fios frouxos e em alguns casos, chegam a passar por dentro da árvore, ignorando o fato de que os galhos podem quebrar e romper os fios.

 

Fios enroscados em galhos de árvores que caíram com a chuva

 

A altura com que são instalados os fios também são questionadas, visto que já houve casos na cidade de caminhões que acabam lançando os fios e causando acidentes maiores.

 

População questiona sobre riscos que podem causar todos esses fios misturados

 

O QUE DIZ O PROVEDOR DE INTERNET

Segundo Cleri Aloisio Azevedo, proprietário de uma das provedoras de internet de Ourinhos, a agência que regulamenta a instalação de fios, cabeamentos de internet e tv, através de diversas leis, é a ANATEL – Agência Nacional de Telecomunicações. O provedor precisa ser outorgado e ter um contrato de compartilhamento de postes com a companhia de energia local.

“A instalação dos cabos (ocupação) somente acontece após um criterioso processo, que se inicia por um projeto assinado por um Engenheiro de Telecom – a Companhia de Energia analisa este projeto, verifica o esforço que o cabo exerce nos postes, a altura que deverá ser implementado, e somente após libera a instalação. Depois da instalação, é feita uma vistoria e somente após esta rede é liberada para utilização”, esclarece o profissional.

 

Cleri Aloisio Azevedo proprietário de provedor de internet na cidade

 

Sobre as imagens recebidas em nossa redação, Cleri relata que cabe à Companhia de Energia fiscaliza toda a sua rede, arrumando e notificando as operadoras caso encontre irregularidades. Ele menciona também um procedimento formal onde a Companhia comunica as operadoras em caso de troca de postes ou qualquer outra atividade que necessite da presença de equipes para refixar ou corrigir os cabos em um determinado local.

“Importante ressaltar que existe grande quantidade de cabos antigos abandonados nos postes, principalmente dos telefones fixos – você cancelou o telefone, mas a operadora não foi lá na rua remover os cabos”, conta Azevedo.

 

PROBLEMA É RECORRENTE EM TODO O PAÍS

“Este problema de cabos aéreos acontece por todo o Brasil e diversos outros países que não planejaram redes subterrâneas – existem locais onde a ocupação acontece sem projetos, fora dos padrões e excedendo a capacidade dos postes – as companhias buscam soluções junto à ANATEL e existem iniciativas diversas, porém acontecerão lentamente – criar redes subterrâneas por todos o Brasil custará trilhões, fora o transtorno”, completa Cleri.

 

PROJETO DE LEI APRESENTADO NA CÂMARA MUNICIPAL DE OURINHOS

Através do Requerimento nº 395/21 do Vereador Furna Beco da Bola, o Poder Executivo apresentou na Sessão Ordinária do dia 29 de março, um Projeto de Lei para que os fios e equipamentos mal instalados e inutilizados sejam retirados dos postes da concessionária de energia elétrica.

 

Vereador Furna Beco da Bola

 

O edil solicitou informações sobre o responsável pela fiscalização dessa situação, que traz grande risco para a segurança da população.

 

Vereador ourinhense apresentou Projeto de Lei para que os fios e equipamentos mal instalados e inutilizados sejam retirados dos postes da concessionária de energia elétrica

 

A Prefeitura enviou para a Câmara o Projeto de Lei nº13/21, que visa regularizar a situação, responsabilizando a companhia de energia e demais empresas que compartilham o espaço público, por retirar os fios inutilizados. O Projeto entrou em tramitação e em breve será votado.

A Companhia de Energia de Ourinhos foi questionada via email, mas até o fechamento desta edição não se pronunciou. Tão logo o Negocião receba suas considerações, elas serão devidamente publicadas.

 

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.