fbpx

quinta, 09 de dezembro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Prefeitura inicia processo de fechamento do hospital de campanha

A unidade hospitalar será desativada a partir deste mês de agosto, diante da queda de internações e atendimento

 

Marcília Estefani

 

A Prefeitura de Ourinhos inicia a partir deste mês de agosto o processo de fechamento do Hospital de Campanha, criado no início da pandemia do Coronavírus para tratar pacientes com sintomas da doença. A decisão foi divulgada pelo prefeito Lucas Pocay na noite da segunda-feira, quando também anunciou a vacinação de jovens a partir de 18 anos.

Um dos poucos hospitais de campanha ainda em funcionamento no Estado de São Paulo, a unidade hospitalar será desativada diante da queda de internações e atendimento, já que desde o mês de julho, com o avanço da vacinação, o número de casos e mortes diminuiu drasticamente em Ourinhos.

 

O processo de fechamento do hospital será gradativo

 

Na quinta-feira, 5/8, o prefeito afirmou em nota, que o processo de fechamento do hospital será gradativo, pois a rede de saúde do município necessita ser preparada para continuar atendendo a demanda de casos suspeitos e de internações.

 

COMO FICA O ATENDIMENTO DOS CASOS NOVOS – Ainda segundo a nota divulgada pela administração, sobre a questão do pronto atendimento de casos de Covid oferecido no hospital de campanha, a princípio o serviço será transferido para as Unidades Básicas de Saúde e em casos mais urgentes para atendimento do Pronto Atendimento do CS1 (Postão e COHAB), bem como na UPA.

Com relação aos leitos de enfermaria, como a Santa Casa de Ourinhos e a Unidade de Pronto Atendimento passarão a ser as únicas referências para internação, será necessária uma reestruturação para atender a demanda.

A partir deste mês de agosto, os pacientes que estão internados no hospital de campanha e apresentam evolução do quadro de saúde, começarão a receber alta médica. Já os casos mais graves serão encaminhados para a Santa Casa de Ourinhos ou transferidos via Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (Cross).

 

CONTRATO RENOVADO – A prefeitura não se manifestou a respeito da quebra de contrato com o Instituto MaxxSaúde, Organização Social responsável pela gestão do Hospital de Campanha, que foi prorrogado, de acordo com publicação do Diário Oficial do Município de 23 de julho, até o dia 28 de setembro de 2021, com acréscimo do valor de repasses.

“fica prorrogado por mais 90 (noventa) dias o prazo contratual previsto na cláusula sétima do supracitado termo de colaboração, compreendendo o período de 01 de julho de 2021 a 28 de setembro de 2021. II  –  Fica  acrescido ao presente termo de colaboração o valor de R$ 457.786,68 (quatrocentos e cinquenta e sete mil, setecentos e oitenta e seis reais e sessenta e oito centavos), passando o valor total estimado do presente termo de colaboração para esse período para R$ 3.124.714,77 (três  milhões,  cento e vinte e quatro mil, setecentos e quatorze reais e setenta e sete centavos),   compreendendo o valor mensal de R$ 1.041.571,59 (hum milhão, quarenta e um mil, quinhentos e setenta e um reais e cinquenta e nove centavos),  conforme plano  de  trabalho anexo aos autos e que é parte integrante do presente termo”.

Assim que for divulgado algo sobre o assunto, o Negocião trará nova publicação. O espaço está à disposição da administração pública.

 

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×