fbpx

terça, 19 de outubro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Segundo Bispo de Ourinhos tomou posse no sábado, 3 de julho

Dom Eduardo Vieira substitui Dom Salvador Paruzzo, o 1º Bispo desta diocese, que pediu afastamento por se aproximar dos 75 anos

 

Marcília Estefani

 

Durante Celebração Eucarística na Festa de São Tomé Apóstolo, Dom Eduardo Vieira dos Santos foi empossado Bispo da Diocese de Ourinhos, substituindo Dom Salvador Paruzzo, o 1º Bispo desta diocese, que pediu afastamento por se aproximar dos 75 anos.

 

Entrada solene para a missa de posse de Dom Eduardo Veira

 

Respeitando todos os protocolos sanitários exigidos devido à pandemia do novo Coronavírus, a Catedral do Senhor Bom Jesus, acolheu para a cerimônia arcebispos e bispos, vindos do Paraná, Amazonas, Bahia e São Paulo, bispos da região de Botucatu, grande parte dos padres, religiosos, religiosas, seminaristas diocesanos, diáconos e fiéis, o coral Santa Cecília, da paróquia São Sebastião, de Piraju, além de familiares de Dom Eduardo.

Do lado de fora da igreja, foi montada uma tenda com telão, de onde a comunidade católica pode também acompanhar a missa, que foi transmitida ainda ao vivo pela TV Canção Nova, TV Aparecida, TV Santa, Rádio 104 FM e redes sociais da Diocese de Ourinhos.

 

Coral Santa Cecília da paróquia São Sebastião de Piraju

 

Após coletiva de imprensa, chegando à porta da Igreja, Dom Eduardo foi acolhido pelo cura da Catedral, Pe. Gilberto Moretto, que apresentou ao novo bispo a imagem do Cristo Crucificado, para veneração, e a água benta, para a aspersão dos presentes, seguido de um momento de adoração eucarística, na capela do Santíssimo Sacramento.

Logo no início da celebração foi realizada acolhida e apresentação das foranias da diocese, feita por Padre Ademir Giuliano.

Após a leitura do decreto de nomeação episcopal, feita pelo Chanceler da Curia Diocesana de Ourinhos, Padre Altair Aparecido Gaiquer, Dom Salvador Paruzzo, agora bispo emérito, entregou a Dom Eduardo o báculo, sinal do Pastor que indica o caminho e promove a unidade do rebanho, e conduziu seu sucessor à cátedra, onde Dom Eduardo se sentou para, oficialmente, assumir sua nova missão e tomar posse desta diocese.

 

Dom Salvador Paruzzo entregou a Dom Eduardo o báculo, sinal do Pastor que indica o caminho e promove a unidade do rebanho

 

Neste momento, representantes do clero se apresentaram ao novo Bispo em uma demonstração de obediência à autoridade eclesiástica. O Diácono Permanente Rafael Saqueti e sua esposa, Dirce Sanfelice Saqueti representaram todos os diáconos, José Luiz e Claúdia Lazanha com os filhos, se apresentaram em nome das famílias ourinhenses.

Irmã Amélia representou os religiosos e religiosas. A Secretária de Assistência social do município, Viviane Barros, se fez presente em nome do prefeito da cidade.

Um momento marcante foi o encontro harmonioso e respeitoso do novo Bispo e Pastor Evert Neves, presidente do Conselho de Pastores de Ourinhos, que também foi dar boas-vindas ao pontífice.

 

Dom Eduardo recebe Pastor Evert Neves presidente do Conselho de Pastores de Ourinhos

 

A missa seguiu de forma organizada, e por ocasião da memória litúrgica de São Tomé, Dom Eduardo falou do amor do santo, e de seu testemunho ao constatar o Cristo Vivo.

“São Tomé é para todos nós um exemplo a ser seguido. Primeiramente pelo seu amor à pessoa de Jesus, e em segundo lugar, pela prontidão em crer no Ressuscitado”, disse o pontífice, ressaltando que “a presença de Jesus e o recebimento do dom da paz torna os discípulos verdadeiros missionários (…) a paz trazida por nosso Senhor nos transforma por dentro, transforma as nossas fraquezas em forças, os nossos medos em coragem, as nossas dúvidas em certezas”.

Dom Eduardo falou também das feridas da sociedade causadas pela Covid-19, das consequências que a pandemia tem deixado na vida do povo, citou como feridas sociais “a falta de trabalho, de saúde, de escola, de moradia, de segurança, de políticas públicas, falta de tudo aquilo que ajuda a todos a viverem em paz”, e deixou a responsabilidade que todos devemos ter de “ser capaz de acolher Jesus Ressuscitado como seu Senhor e seu Deus, capazes de, como Tomé, olhar, tocar e curar as tantas chagas daqueles que sofrem”.

 

Por ocasião da memória litúrgica de São Tomé, Dom Eduardo falou do amor do santo, e de seu testemunho ao constatar o Cristo Vivo

 

Não deixou de agradecer todos os presentes, e pediu orações pelo seu ministério, pela sua missão e por toda a Diocese.

HOMENAGENS – Após a comunhão, o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo, enalteceu a atividade pastoral de Dom Salvador frente à Diocese de Ourinhos por 22 anos, agradeceu a Dom Eduardo pelo empenho durante os anos de atividades na Igreja de São Paulo, como sacerdote e bispo.

“Dom Eduardo, embora agora é Pai e Pastor da Diocese de Ourinhos, saiba que a Arquidiocese de São Paulo será sempre sua família. Que Deus te abençoe e o acompanhe todos os dias”, disse carinhosamente o Cardel.

 

Dom Eduardo e o Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo

 

Em nome da Presidência do Regional Sul 1 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), o bispo auxiliar de São Paulo, Dom Luiz Carlos Dias, manifestou a Dom Eduardo votos de um fecundo ministério e incentivou-o dizendo que “no Ressuscitado a vida vence a morte e o amor vence todos os males. O que leva um bispo a testemunhar o Evangelho e ‘esperançar’ as pessoas é o amor!”.

O Cônego Severino Martins da Silva Filho, do clero da Região Episcopal Sé, foi convidado a falar um pouco sobre a convivência dom Dom Eduardo, e o descreveu como um amigo do povo, do clero, acolhedor, voltado à caridade e empenhado em servir. “Dom Eduardo é amigo do povo e do clero. Ourinhos está recebendo um pastor saído do coração de Deus”, afirmou.

Padre Luiz Fernando de Oliveira, representante da Pastoral Afro da Arquidiocese de São Paulo frisou que Dom Eduardo sempre será referência para a Pastoral Afro no Brasil, e o convidou a continuar fazendo parte da Pastoral “fica conosco Dom Eduardo, seja nosso bispo referencial da pastoral afro regional sul, fica conosco”, disse o padre.

O Padre mais novo da diocese, Marco Antônio, e o mais velho, Padre Gomes, homenagearam Dom Eduardo e Dom Salvador com a entrega de flores.

Em suas considerações finais, o bispo emérito de Ourinhos, Dom Salvador, agradeceu a Deus pela força do Espírito Santo e pelos carismas que Ele difundiu na Diocese de Ourinhos nas duas décadas em que esteve a serviço desta igreja, e se colocou à disposição como o “avô” de todos e concluiu: “Continuemos juntos para que a Luz de Cristo chegue a todos!”.

Dom Eduardo mais uma vez agradeceu a todos os presentes, familiares, amigos, todo o clero, agradeceu a presença de Dom Odilo, Dom Salvador, e pediu orações a todos que estavam acompanhando, para que ele possa ser sempre fiel à palavra de Deus.

COLETIVA DE IMPRENSA – Dom Eduardo Vieira recebeu a imprensa em coletiva de imprensa no Auditório do Centro Pastoral antes do início da missa, juntamente com Dom Odilo e Dom Salvador.

 

Dom Eduardo Vieira dos Santos

 

Em resposta aos questionamentos dos jornalistas, Dom Eduardo afirmou que os maiores desafios serão em relação à evangelização, situações já enfrentadas pela igreja em geral, mas que deve focar no anúncio de Jesus Cristo, junto à catequese, crianças, juventude, família. Disse também que suas primeiras ações deve ser conhecer o clero, a realidade do povo, que chamou de seu rebanho pastoral, “conhecer, conhecer”.

Ressaltou que seu lema episcopal, “GAUDETE IN DOMINO” – Alegrai-vos no Senhor, continuará sendo a razão de sua missão “Evangelizar é uma alegria, é a vivência de Jesus Cristo através do Evangelho (…) testemunhar com alegria, e isso será transmitido a todos”.

 

Dom Salvador Paruzzo

 

Dom Salvador disse que continuará morando em Ourinhos, no Seminário Diocesano, e que agora, como bispo emérito, será com um “avô”, sempre pronto a colaborar com a diocese e auxiliar Dom Eduardo no que for necessário, sempre pronto a servir.

 

Cardeal Odilo Pedro Scherer, Arcebispo de São Paulo

 

Dom Odilo Scherer afirmou que a Diocese de Ourinhos recbe um grande Bispo, desejou um feliz pastoreio e aconselhou Dom Eduardo a amar, ser solícito com o clero, como o pai desta Diocese.

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×