fbpx

segunda, 20 de setembro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Setor industrial aumenta em julho com o maior índice desde janeiro

Dados comprovam um aumento de confiança da indústria e do empresário por três meses consecutivos e altos lucros no setor até dezembro

 

Da assessoria

 

Nesta quarta-feira, 28, a confiança da indústria brasileira registrou neste mês um avanço e chegou ao nível mais elevado desde o começo do ano. É uma constatação de dados divulgados pela Fundação Getúlio Vargas do Índice de Confiança da Indústria (ICI), que apontam um ganho de 0,8 pontos e totaliza 108,4 pontos neste mês. É o maior valor desde janeiro com 111,3 pontos.

A confiança vem aumentando e avança pelo terceiro mês consecutivo, a razão são as boas avaliações do momento de alto patamar no setor. Em outra estatística, o Índice de Situação Atual (ISA), que apura a confiança do empresário da construção do momento presente, revela que em julho aumentou 0,5 pontos, indo para 118,8 pontos.

O Índice de Expectativas (IE) também demonstra uma situação agradável para o setor de indústrias, com aumento de 0,9 pontos totalizando 104,9 pontos sobre a percepção dos empresários em relação aos próximos meses.

Já os dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) comprovam que o empresário da indústria está otimista e já está em fase de projetar os ganhos do segundo semestre. Sendo o terceiro aumento consecutivo do ano, em um parâmetro nacional, da confiança do empresário deste setor. Estatística que indica tendência de alto lucro até dezembro.

Segundo o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ourinhos (ACE), Robson Martuchi, “esta situação nacional também reflete em nossa cidade e podemos observar o quanto o setor industrial vem se desenvolvendo de modo avançado, mesmo com a crise que enfrentamos atualmente. Os dados nos indicam melhorias constantes até dezembro, para que no próximo ano a nossa avaliação seja de conquista e sucesso para voltarmos a normalidade com muito entusiasmo”, sintetizou.

Por fim, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) é medido de zero a 100 e na pesquisa mais recente, produzida do dia 01 até 07 de julho com 1.316 empresas entre pequeno, médio e grande porte, o resultado foi de 62 pontos. É um crescimento de 0,3 pontos comparado ao mês de junho.

E Martuchi acrescenta que, realmente, a projeção é de alto índice das vendas no setor industrial até o final do ano. “São expectativas que ajudam, aliado ao comércio da cidade, a movimentar cada vez mais a nossa economia local. São melhorias tanto para o consumidor, como para as indústrias e isso nos leva a uma crescente de desenvolvimento em 2022”, finalizou o presidente.

 

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×