quinta, 01 de outubro de 2020

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Sistema de Alta Pressão traz ventania para a região

Modelos indicam que as rajadas de ventos possam alcançar os 50km/h

 

Marcília Estefani

 

Na próxima madrugada, da terça-feira, 15, ventanias promovidas pelo deslocamento de um Sistema de Alta Pressão atmosférica em alto mar, devem chegar a região e permanecem por alguns dias, deixando as temperaturas um pouco mais amenas. Sem chuvas, o clima continuará bastante seco.

Intensa camada de poluição pôde ser observada nos últimos dias na região, onde a visibilidade está muito limitada em várias cidades de MS, MT, PR e SP.

Nas últimas 48h foram detectados 9.300 focos de queimadas em todo o Brasil, segundo o Inpe. Acumulado anual chega a 130.406 focos (12% a mais, se comparada a 2019)

A capital do Mato Grosso, Cuiabá, registrou 42,7ºC nesse domingo (13), bateu o recorde histórico de temperaturas no Brasil, e teve o dia mais quente no país em mais de 100 anos.

Na Quinta-feira (10) os termômetros em Ourinhos registraram 38,2ºc que foi a temperatura mais alta de 2020 até o momento. Na sexta a máxima foi de 37,2ºc.
A informação foi divulgada pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). O órgão pontua que desde 1911 não havia temperaturas tão altas.

Outra informação importante é que o National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA) deflagrou que estamos em um evento de La Niña e que o evento deverá oscilar entre fraca e moderada intensidade.

Para o Brasil os efeitos são de mais chuvas no extremo Norte do país e menos chuvas são esperadas para o Sul.
Em nossa região os modelos climatológicos (CFS) indicam que teremos pelos próximos três meses, chuvas abaixo da média, o que certamente não é uma boa notícia.
Por outro lado, as temperaturas no verão devem ficar dentro ou até abaixo da média em nossa região, isso é características do La Niña.

Fonte e imagem: Tempo Ourinhos

 

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.