fbpx

sábado, 15 de janeiro de 2022

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Trecho de serra na SP 304 é interditado por risco de desabamento

Concessionária que administra a rodovia entre Torrinha e Santa Maria da Serra (SP), fechou o trecho como ‘precaução’ e para análise de risco de uma rocha se desprender.

 

Da redação

 

A concessionária que administra a Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), entre as cidades de Torrinha e Santa Maria da Serra (SP), interditou por prazo indeterminado o trecho de serra da via sob alegação de “precaução” contra um possível desmoronamento de rocha.

A medida foi tomada três dias após a queda de uma grande rocha de um paredão no lago de Furnas, em Capitólio (MG). Ao todo, dez turistas morreram.

 

Trecho de serra é interditado por risco de desabamento de rocha — Foto: Eixo SP/Divulgação

 

No local da interdição, segundo a concessionária, também há uma rocha cujo risco de queda está sendo analisado. Em caso de ruptura do paredão, a SP-304 estaria na rota de queda da rocha.

A interdição teve início na terça-feira (11) no trajeto entre os quilômetros 225 e 245. A concessionária informa que a medida é preventiva, pois foi constatada uma possível rachadura em uma das rochas localizadas na encosta no trecho de serra, na altura do km 235.

Em nota, a prefeitura de Torrinha informou que tomou ciência da situação por meio das redes sociais e, diante da preocupação com a segurança da população que transita pela serra entre a cidade e Santa Maria da Serra, acionou a concessionária e a Defesa Civil Estadual.

 

Risco de ruptura e queda de rocha nas proximidades da SP-304 ainda é avaliado por técnicos da concessionária — Foto: Eixo SP/Divulgação e Arquivo pessoal

 

Em nota, a Defesa Civil do Estado afirmou que tem conhecimento sobre a rocha de encosta no local que teria risco de desabamento, mas que a “responsabilidade sobre o trecho é da concessionária, que se encarregou de vistoriar as condições da rocha”.

Técnicos da Defesa Civil do Estado e da Agência Reguladora de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) vão visitar nesta quinta-feira (13) o trecho da Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), para avaliar a situação da rocha. Apenas depois dessa avaliação, e mediante os pareceres técnicos de todos os órgãos envolvidos, a concessionária que administra a rodovia vai decidir se libera ou não o tráfego de veículos no local.

 

Opções de rotas

Enquanto isso, os motoristas terão algumas alternativas de acesso a Torrinha e a Santa Maria da Serra.

Conforme mostra o mapa (ver abaixo), o acesso a Torrinha poderá ser feito pela Rodovia Deputado Amauri Barroso de Souza (SP-304), via de ligação entre Jaú e Torrinha, e pela Rodovia Doutor Américo Piva (SP-197), entre Brotas e Torrinha.

 

Pista no trecho de serra da SP-304 fica numa eventual rota de queda em caso de ruptura do paredão de rocha — Foto: Arquivo pessoal

 

O acesso à SP-197 se dá pela Rodovia Engenheiro Paulo Nilo Romano (SP 225) nome que recebe a via no trecho entre Jaú e Itirapina.

Já o acesso a Santa Maria da Serra poderá ser feito pela SP-191 (Rio Claro-São Pedro) seguindo pela Rodovia Geraldo de Barros (SP-304), a ligação entre São Pedro e Santa Maria da Serra. A outra alternativa é a SP-191, entre São Manuel e Santa Maria da Serra.

 

(Com informações e imagens G1)

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×