fbpx

segunda, 20 de setembro de 2021

MAX. º MIM. º
TEMPO:

A MÁQUINA DE MORAR: Arquiteto ou Engenheiro?

A confusão das pessoas leigas é comum e compreensível. Ambos os profissionais podem fazer projetos e ambos podem ser responsáveis pela construção

 

Gustavo Gomes

 

Muitas pessoas ainda têm dúvida sobre quais as funções dos dois profissionais. Claro que, no caso, estamos falando do Engenheiro Civil, que é o engenheiro responsável por projetos e obras de construções civis. Existem mais de uma dezena de especialidades de Engenharia.

A confusão das pessoas leigas é comum e compreensível. Ambos os profissionais podem fazer projetos e ambos podem ser responsáveis pela construção. Nas duas faculdades, ambos têm muitas matérias com o mesmo assunto. O que muda é a profundidade dos estudos em cada disciplina, para cada profissional.

Vou tentar explicar de forma simples: O Médico Clínico é o profissional que identifica a doença e indica a cirurgia. O Médico Cirurgião é o que vai executar a cirurgia.

 

Instituto de Previdência do Município de Ourinhos/SP

 

Basicamente, o arquiteto é o profissional que estuda o que o cliente precisa e transforma estes desejos em um projeto. E o engenheiro é o profissional que materializa a obra.

A diferença maior é que o arquiteto tem uma formação voltada para entender as necessidades do cliente, avaliando a forma de utilização do imóvel, as características estéticas que agradam ao cliente, os conceitos de conforto térmico e acústico, a relação da construção com o ambiente urbano e a paisagem. Já o engenheiro tem formação para garantir a qualidade da construção, a estabilidade da estrutura, o melhor método de trabalho para garantir a obra no menor prazo possível.

Qual profissional contratar, então? Resposta: faça como você faz com sua saúde, contrate o Clínico para a consulta e o Cirurgião para a cirurgia, ou melhor, o Arquiteto para o projeto e o engenheiro para a obra.

 

Arquiteto e Urbanista Gustavo Gomes – (14) 99762-8432 – [email protected]

 

Isso encarece a obra? Não. O que encarece a obra (e a desvaloriza) é um projeto inadequado e uma construção sem técnica.

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×