fbpx

sábado, 15 de janeiro de 2022

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Quadra da escola Ary Corrêa é reinaugurada com homenagem ao Professor Paulo Aurélio Vivan dos Santos

Paulo Boca marcou o esporte na cidade deixando um belo legado, tanto como professor como atleta

 

 

Da redação

 

Acontece no sábado, 18/12, em Ourinhos, às 9h00, a reinauguração e o descerramento da placa da quadra poliesportiva da Escola Estadual Doutor Ary Corrêa, que homanaeia o professor Paulo Aurélio Vivan dos Santos, mais conhecido por “Paulo Boca” grande responsável pelo sucesso do basquete ourinhense.

Paulo Boca marcou o esporte na cidade deixando um belo legado, tanto como professor como atleta. Nasceu em 15/07/1941 na cidade de Piraju-SP, e mudou-se para Ourinhos ainda criança, filho do Sr. Paulino dos Santos e Dona Aurora Vivan dos Santos, desde cedo praticou diversas modalidades esportivas, sendo o basquetebol sua paixão maior.

 

 

Representou a cidade de Ourinhos em diversos campeonatos como jogos regionais e jogos abertos do interior. De personalidade marcante sempre foi um líder por onde passou e após terminar o tiro de guerra em Ourinhos mudou-se para São Paulo, onde cursou a Faculdade de Educação Física de São Paulo, que viria a ser a USP de hoje.

Trabalhou nas categorias de base do basquetebol do Sport Club Corinthians Paulista nos anos 60/70, junto a outra lenda do basquetebol, o querido Profº Wlamir Marques, de quem era amigo pessoal, sendo várias vezes campeão da Federação Paulista de Basquetebol.

 

 

Foi também professor no renomado Colégio Rio Branco, na Avenida Higienópolis em São Paulo, tendo lecionado para os filhos de Antônio Ermírio de Moraes (Grupo Votorantin) e para os filhos do industrial Klabin (Grupo Klabin), além de personagens da TV como Amaury Jr. e personalidades do esporte como Ayrton Senna da Silva, a quem Paulo descrevia como alguém obcecado pela perfeição em qualquer esporte que praticasse, mas um ser humano maravilhoso.

Atuou em diversas equipes na capital paulista, sendo a última delas a equipe adulta de basquetebol da TELESP.

Na capital ingressou na educação estadual numa escola da zona sul que segundo ele não tinha sequer quadra para dar aula. Através dos filhos de Antônio Ermírio, que eram seus alunos, pediu uma “doação” de cimento para ter um espaço para trabalhar e para sua surpresa a Votorantin mandou máquinas e equipamentos e construíram a quadra da escola, tamanho respeito e admiração ele tinha de seus alunos.

 

 

Em meados dos anos 80, largou tudo em São Paulo para criar seus filhos no interior, assim como ele foi criado, e veio então para Panorama, onde teve participação importante no desenvolvimento do esporte na cidade e região, levando a escola estadual onde lecionava a campeã estadual de basquetebol.

Em 1994 volta para Ourinhos e fica adido na DERO na oficina pedagógica, e inicia a reconstrução do basquetebol feminino e masculino em nossa cidade, projeto este que deu como cria muitos projetos de basquetebol na região.

 

 

Por não haver dinheiro no início para jogar a Federação, Paulo cria a Liga Winner de basquetebol, juntando cidades das regiões de Ourinhos, Marilia, Tupã, Osvaldo Cruz, Jacarezinho e Andirá, tendo esse movimento criado várias equipes de várias categorias em muitas cidades.

Em 1996 com a reestruturação do ensino em Ourinhos e no estado, Paulo assume suas aulas na EE Dr. Ary Corrêa, onde começa um árduo trabalho de base, que resultaria mais tarde em seis campeonatos para a escola, sendo quatro campeonatos estaduais feminino mirim (1998, 1999, 2003 e 2004), um campeonato estadual masculino mirim (2004), sendo 2004 o primeiro ano que uma mesma escola estadual conquista o primeiro lugar no feminino e masculino da mesma modalidade, e campeão brasileiro mirim feminino (JEB’S) jogos escolares brasileiros, organizados pelo comitê olímpico brasileiro em Brasília no ano de 2004.

Vários ex-alunos seguiram pelo caminho do magistério, tornando-se professoras e professores de Educação Física, alguns seguiram em outra profissão, mas “todos” são excelentes cidadãos, prova de que o projeto foi mais que vencedor.

Paulo era respeitado por todos os grandes no basquetebol brasileiro, Maria Helena Cardoso, Zé Boquinha, Ari Vidal, Barbosa, Antônio Carlos Vendramini, Rosa Branca, Mosquito, Edvar Simões e seu amigo de Sempre Wlamir Marques entre outros tantos.

O professor deu cursos de basquetebol na Faculdade de Educação Física em Bauru e Assis, com recursos próprios ficou mais de um mês assistindo a treinamentos de basquete em universidades dos EUA na década de 70, assistiu três olimpíadas também com recursos próprios, enfim foi uma pessoa que viveu para seu esporte do coração, mas infelizmente em 28/08/2007 em Panorama, sua luz apagou-se na terra para brilhar no céu.

“Pessoa marcante, cativante, dono de um coração maior que ele, esse filho adotivo de Ourinhos levou o nome de nossa amada escola “ARY CORRÊA” a ser respeitada em todo o território nacional. Muito obrigado Professor Paulo Aurélio Vivan dos Santos, ou simplesmente “PAULO BOCA”, declara Beth Bressanin, que compôs o time de basquete de Ourinhos de 1994 a 2001.

 

Veja mais imagens e relembre:

 

PreviousNext

 

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.

×

Olá

Clique abaixo para falar conosco pelo WhatsApp ou envie um e-mail para [email protected]

×