segunda, 30 de novembro de 2020

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Motorista que derrubou muro de escola colhe amostra de sangue para constatação de embriaguez

Na CPJ a mulher confessou ter bebido, mas também garantiu que foi fechada por um outro veículo

 

Marcília Estefani

Na noite do sábado, 3 de outubro, uma mulher trafegava com seu veículo Gol vermelho pela Avenida Domingos Camerlingo Caló, quando atravessou a via e bateu com força no muro da escola deixando-o destruído. Ninguém ficou ferido. A motorista se negou a realizar o teste do bafômetro, foi conduzida até a CPJ, onde se submeteu a exame de sangue para constatação de embriaguez.

 

Na CPJ – Central de Polícia Judiciária, J.F.M.R., 29 anos, admitiu que ingeriu bebida alcoólica, mas garantiu que foi fechada por um outro veículo, momento em que acabou perdendo o controle da direção.

 

 

Após o registro do boletim de ocorrência a autuada foi liberada e responderá em liberdade.

(Imagens Alexandre Mansinho/TV San)

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.