quinta, 01 de outubro de 2020

MAX. º MIM. º
TEMPO:

Mulher é vítima de feminicídio no Recanto dos Pássaros III em Ourinhos

Crime aconteceu na noite de domingo, mas corpo só foi encontrado na madrugada desta terça-feira, 4.

 

Marcília Estefani/Letícia Azevedo

 

Uma mulher foi encontrada morta na madrugada desta terça-feira, 4 de agosto, no Recanto dos Pássaros, III, em Ourinhos, onde morava com seu companheiro. O crime aconteceu no final de semana, segundo informações de vizinhos, na noite do domingo, 2, quando o casal Cesar Jorge dos Santos, 37 anos, conhecido por ‘Nenê ou Baiano’, e Josilaine Maciel Cunha, 32 anos, se desentendeu e o homem desferiu um golpe de faca contra a mulher, saindo em seguida da casa.

Apesar de ferida, Jô, como era conhecida, ainda comentou com uma vizinha o ocorrido. Mais tarde, Nenê voltou e acabou asfixiando a mulher até a morte.

Ainda segundo informações extraoficiais, ele enrolou o corpo da vítima em um cobertor e o deixou dentro da casa. O homem procurou alguns amigos, pedindo abrigo naquela noite e apenas na segunda-feira, 3, contou o que tinha acontecido.

A ocorrência de homicídio foi irradiada por vizinhos via Copom, que encontraram o corpo dentro da casa, localizada na Rua Isabel Alves Veloso, 683. Através de informações colhidas no local, os policiais foram em busca do autor, César, que foi preso na Vila Marcante.

Informações colhidas pela reportagem junto à moradores do local, dão conta que o casal bebia muito e também faziam uso de drogas, ocasiões em que brigavam e Cesar sempre agredia fisicamente a companheira.

O Boletim de ocorrência não foi divulgado à imprensa, por esta razão ainda não há informações oficiais sobre o crime. Por enquanto sabe-se apenas que o homem já está preso, o crime foi registrado como Feminicídio e será investigado pela Delegacia de Defesa da Mulher de Ourinhos – DDM.

O corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), para exames necroscópicos, que poderão atestar o verdadeiro motivo da morte de Josilaine.

A família já fez o reconhecimento do corpo da jovem.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.