tera, 24 de novembro de 2020

MAX. º MIM. º
TEMPO:

PRF prende boliviano na BR 153 no município de Ourinhos transportando folhas de coca

As folhas secas do pé de coca seriam comercializadas para consumo através de chás

 

Da redação

 

A Polícia Rodoviária Federal prendeu um cidadão boliviano na manhã desta segunda-feira (16), no km 339 da BR 153, no município de Ourinhos/SP. Ele foi flagrado transportando aproximadamente 5 quilos de folhas do pé de coca. A prisão ocorreu por volta das 11h30.

Durante patrulhamento pela BR 153, os policiais rodoviários federais abordaram um caminhão prancha, transportando um veículo Kia Sorento, placas de São Paulo/SP. No interior do caminhão estavam o condutor e dois bolivianos: o proprietário do automóvel (34 anos) e sua filha menor (8 anos).

O condutor do caminhão disse aos policiais que foi contratado para recolher o veículo com pane mecânica em Maracaí/SP, e levá-lo para São Paulo, capital.

Durante a fiscalização, o boliviano afirmou que estava vindo da Bolívia, onde foi visitar parentes, e que em seu trajeto passou pela cidade fronteiriça de Corumbá/MS.

Ao abrir a porta traseira do Kia, os policiais localizaram um rapaz de 25 anos e sua esposa, de 17 anos, ambos bolivianos, dormindo dentro do porta-malas.

Ao vistoriar o interior do veículo, os policiais localizaram debaixo do banco traseiro, 20 pacotes com folhas secas da planta erythroxylum coca, conhecida popularmente como folhas de coca, que possuem o princípio ativo para a produção da droga conhecida como cocaína. Toda a droga pesou 4,7 kg.

O proprietário do automóvel assumiu a propriedade da mercadoria. Disse que as folhas de coca seriam vendidas em São Paulo, para serem consumidas mascadas ou na forma de chá.

A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Federal de Marília. Com exceção da menor de 17 anos, todos os bolivianos estavam com a situação legal no país. Ela não estava acompanhada dos pais, tampouco apresentou certidão de casamento com o homem que estava com ela no porta malas. Ela foi entregue ao Conselho Tutelar de Marília, para as providências cabíveis.

O proprietário da droga foi ouvido e liberado. Ele responderá a inquérito policial por tráfico internacional de drogas. Se condenado, poderá pegar uma pena de 5 a 15 anos de reclusão.

© 1990 - 2019 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.