sexta, 12 de julho de 2024

Bancário é preso, suspeito de pedofilia e exploração infantil

Publicado em 15 out 2021 - 19:53:54

           

Da redação

 

A Polícia Civil prendeu na manhã desta quarta-feira, 13/10, no centro-oeste paulista, dois indivíduos suspeitos de exploração sexual infantil e pedofilia. As prisões ocorreram em Ourinhos e Marília (SP), durante cumprimento de mandados pela operação Querubim II.

A polícia informou que o suspeito preso em Ourinhos é um bancário que trabalha em Cambará (PR), mas mora na cidade do interior de SP. Foram apreendidos computadores, notebooks, pen drives, cartões de memória e câmeras fotográficas com conteúdo de abuso sexual infantil.

Foram apreendidos computadores, notebooks, pen drives, cartões de memória e câmeras fotográficas com conteúdo de abuso sexual infantil. Imagem ilustrativa

 

O outro homem foi preso em Marília, no bairro Fragata. Ele foi levado à delegacia após os policiais encontrarem em seu poder uma pistola 9 mm e um celular com fotos de crianças nuas.

A operação desta quarta-feira é desdobramento de uma ação da polícia feita em 2019. A operação Querubim I foi deflagrada pelo Deinter-4, que corresponde a 76 municípios do centro-oeste paulista, também com o objetivo de combater a exploração sexual infantil na internet.

Naquela ocasião, cerca de 70 policiais civis foram mobilizados para fazer busca e apreensão de materiais envolvendo exploração sexual infantil na internet. Pelo menos 12 pessoas foram detidas em Bauru, Jaú, Pederneiras, Ourinhos, Tupã, Ubirajara, Promissão e Marília, em 2019.

Entre os envolvidos, foi detido um padre, morador de Tupã (SP). Na casa dele, os policiais localizaram brinquedos e ursos de pelúcia.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.