sexta, 19 de abril de 2024

Corpo de vítima de sequestro em Santa Cruz é encontrado em cemitério de Sodrélia

O autor do sequestro, ex-marido da vítima, foi morto em confronto com a polícia em Bernardino de Campos/SP

 

Marcília Estefani

 

Foi encontrado por volta das 2h30 da madrugada, no cemitério do Distrito de Sodrélia, o corpo de Jéssica Rodrigues da Silva, 31 anos, sequestrada na tarde da quarta-feira, 30/11, em Santa Cruz do Rio Pardo, por seu ex-marido, Rodrigo Gonçalves da Silva, 36 anos, que foi morto em confronto com a polícia em Bernardino de Campos.

 

 

A mulher foi encontrada sem vida, com ao menos 4 disparos, sendo 2 na altura da cabeça. A localização do corpo aconteceu durante as buscas pela vítima, através de uma denúncia anônima recebida pela polícia militar, de que o veículo utilizado pelo sequestrador, um Gol prata, foi visto no final da tarde da quarta-feira, 30, estacionado em frente ao portão do cemitério.

 

 

No local a equipe se dividiu para procurar alguma pista, mas logo encontraram o corpo de Jéssica caído na capela atrás do altar. O delegado plantonista, Doutor Renato Caldeira Mardegan foi acionado e, juntamente com equipe da polícia civil e perícia científica estiveram no cemitério para registrar a ocorrência de localização de corpo.

Segundo informações do delegado, a mulher já havia pedido medida protetiva contra o ex-marido, que era um homem de histórico violento, já tinha cumprido pena por vários anos. Jéssica tinha 3 filhos, sendo o mais novo, de 2 anos, de sua união com Rodrigo.

As investigações do caso registrado como feminicídio devem seguir pela Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santa Cruz do Rio Pardo.

 

ENTENDA O CASO – Por volta das 16h25 da tarde da quarta-feira, 30/11, utilizando de força física e ameaças, Rodrigo, que estava armado, esteve no local de trabalho da vítima, um depósito de captação de material reciclável, onde rendeu duas testemunhas, e na sequência teria arrebatado a ex-mulher, obrigando-a a entrar em seu carro, um veículo Gol prata com detalhes preto, tomando rumo à Rodovia vicinal Anísio Zacura, sentido Bernardino de Campos.

 

 

Rodrigo já estava no centro da cidade, sozinho no veículo, quando foi abordado por policiais militares de Bernardino de Campos. Contam os policiais, que no instante em que desembarcavam da viatura, tendo o Cabo Barreiros solicitado ao indivíduo que lhe mostrasse as mãos, o mesmo não acatou e de dentro do veículo, apontou a arma, um revólver 38, na direção do Cabo Roberson.

Nesse instante, os policiais efetuaram disparo contra Rodrigo, tendo o Cabo Barreiros efetuado um disparo, que transfixou o lado direito do parabrisa, enquanto Cabo Roberson efetuou dois disparos, um transfixando a porta do motorista e o outro certamente passando pela janela da porta, que estava aberta.

 

 

Ferido, o homem foi socorrido e encaminhado ao PS da Santa Casa de Bernardino onde veio a óbito logo depois.

 

MEDIDA PROTETIVA – Consta ainda no boletim de ocorrência registrado na Central de Polícia Judiciária de Ourinhos, que foi registrado no dia 31/10/2022 (Fato: 30/10/2022), conforme BO SPJ IO8500-1/2022, ocorrência de violência doméstica, consistente em lesão corporal praticada por Rodrigo contra Jéssica, que foi agredida com socos na cabeça, ombros, costas, região do estômago, ficando ferida. O fato gerou medida protetiva deferida pela Vara Criminal da Comarca de Santa Cruz do Rio Pardo (Proc. 1501320-77.2022.8.26.0539), com prazo de 90 dias.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.