segunda, 15 de abril de 2024

Padre que atropelou e matou suspeito de furtar igreja em Santa Cruz vai a júri

Caso ocorreu no dia 7 de maio de 2022 e suspeito do furto morreu meses depois em decorrência dos ferimentos. Réu segue em liberdade e a data do julgamento ainda será definida.

 

Da redação

 

O padre acusado de matar atropelado Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, suspeito de furtar a casa paroquial de Santa Cruz do Rio Pardo (SP), em maio de 2022, será submetido ao Tribunal do Júri. A decisão a respeito do réu, o frei Gustavo Trindade dos Santos, foi assinada na segunda-feira (27) pelo juiz Pedro de Castro e Souza, da Vara Criminal da Justiça Estadual em Santa Cruz do Rio Pardo.

Padre

O réu segue em liberdade, segundo o magistrado, e a data do julgamento ainda será definida pelo Poder Judiciário. Entre outras coisas, os jurados vão decidir se existem qualificadoras envolvendo o suposto homicídio.

O magistrado entendeu que há “elementos suficientes para a pronúncia do réu, devendo-se permitir que o Tribunal do Júri conheça com profundidade as teses defensivas e julgue o crime que é de sua competência”.

Para o juiz, existem elementos que mostram “o réu como sendo a pessoa que conduzia o veículo automotor envolvido na colisão ocorrida nas circunstâncias de tempo e lugar narradas na exordial acusatória que, em tese, causou lesões corporais na vítima que, posteriormente, teriam levado à sua morte”.

O padre responde em liberdade por homicídio qualificado, após o promotor responsável pedir o aditamento da queixa contra o religioso por conta da morte de Ângelo, no dia 27 de julho de 2022, por complicações decorrentes do atropelamento, segundo laudo do Instituto Médico Legal (IML).

O juiz Pedro de Castro e Souza, da Vara Criminal de Santa Cruz do Rio Pardo, aceitou a mudança envolvendo a natureza do crime, inicialmente entendido como tentativa de homicídio. A qualificadora pela “utilização de recurso que dificultou a defesa da vítima” será apreciada pelos jurados.

Relembre o caso – Segundo o boletim de ocorrência, o homem atropelado furtou a casa paroquial da Igreja São Sebastião arrombando uma das janelas. Ele fugiu do local levando três moletons e uma camiseta.

Uma câmera de segurança flagrou o atropelamento na Avenida Tiradentes. Nas imagens, é possível ver o momento em que o carro, dirigido pelo padre, atinge Ângelo, que é arremessado.
(Fonte: g1)

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.