quinta, 22 de fevereiro de 2024

Pai e filho são detidos sob acusação de praticarem agiotagem em Ourinhos

Na casa dos suspeitos foram encontrados mais de R$ 60.000,00 em dinheiro

 

Da redação

 

A Polícia Militar investiga pai e filho, moradores da Rua Paraná, em Ourinhos, acusados de praticarem crime contra a economia popular, mais conhecido por agiotagem. Na residência dos acusados, foi encontrado mais de R$ 60.000 em dinheiro.

As investigações tiveram início com uma denúncia de que os homens, de 43 e 21 anos, naturais da Colômbia, praticavam agiotagem e supostamente andavam armados.

Na noite da terça-feira, por volta das 22h45, em patrulhamento pelo local, os suspeitos foram vistos pelos policiais quando saiam do imóvel e adentraram em um carro, posteriormente abordado na Avenida Altino Arantes.

Durante vistoria no veículo, a equipe encontrou apenas um cigarro de maconha, que o jovem declarou ser de sua propriedade, visto que é usuário.

Em ato contínuo, em buscas pela casa dos colombianos, os policiais encontraram mais resquícios da droga, além de uma bolsa com R$ 61.293,00 em dinheiro e três cadernos de anotações, que, ainda segundo os policias, pode ter relação com a prática da agiotagem.

O pai contou à polícia que é dono de uma empresa, e que comercializa camisetas e celulares, e acabou por admitir que empresta dinheiro a juros. O dinheiro, os cadernos e os celulares dos acusados foram apreendidos pela polícia.

Pai e filho foram encaminhados à Central de Polícia Judiciária, acusados da prática de crimes contra a Economia Popular, de acordo com a Lei 1.521/51. Após depoimento, e assinatura de um termo de compromisso de colaboração com as investigações, ambos foram liberados.

Um termo circunstanciado de droga para consumo também foi elaborado e assinado pelo jovem.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.