fbpx

quinta, 23 de junho de 2022

Suspeito de furtar igreja e ser atropelado na fuga por padre pegou infecção hospitalar, diz advogada

Ângelo Marcos dos Santos Nogueira, de 40 anos, está internado na Santa Casa de Ourinhos (SP) e o estado de saúde é considerado grave. Polícia pediu prisão de frei suspeito de atropelamento.

 

 

Da redação

 

O homem de 40 anos suspeito de furtar peças de roupas da secretaria paroquial e ser atropelado na fuga, em Santa Cruz do Rio Pardo (SP), pegou infecção hospitalar na Santa Casa de Misericórdia da cidade.

Ângelo Marcos dos Santos Nogueira foi atropelado no dia 7 de maio, sofreu ferimentos graves, passou por uma cirurgia para descompressão craniana ainda na noite em que foi internado e foi intubado.

Contudo, a advogada Melina Scucuglia disse que Ângelo pegou infecção hospitalar antes de ser transferido para a Santa Casa de Ourinhos (SP). Já no segundo hospital, a advogada explicou que o homem sofreu convulsões e está agitado, o que impossibilita a retirada da sedação. O estado de saúde é considerado delicado e grave.

 

Furto em igreja

Câmeras de segurança flagraram o momento exato da ação do suspeito de furtar a igreja de São Sebastião. As imagens foram divulgadas na sexta-feira (13).

 

Imagens mostram homem furtando paróquia antes de ser atropelado por padre em Santa Cruz do Rio Pardo (SP) — Foto: TV TEM/Reprodução

 

O vídeo, obtido com exclusividade pela TV TEM, mostra Ângelo entrando no interior da casa paroquial. Durante a ação, é possível ver que ele circula sozinho pela secretaria da igreja procurando por algo (https://g1.globo.com/sp/bauru-marilia/noticia/2022/05/14/suspeito-de-furtar-igreja-e-ser-atropelado-na-fuga-por-padre-pegou-infeccao-hospitalar-diz-advogada.ghtml).

Após mexer nas gavetas e circular pela área, ele se dirige a um cesto, no qual se encontram algumas roupas. O suspeito remexe em várias peças, quando decide levar algumas e foge do local. Segundo o boletim de ocorrência, o atropelado furtou três moletons e uma camiseta.

Em outras imagens de câmeras de segurança, também reveladas na sexta, é possível ver a fuga de Ângelo por um outro ângulo. Ele corre pela rua, quando o carro da casa paroquial, sob direção do padre Gustavo, vira a esquina, persegue Ângelo, entra na calçada e o atinge.

 

Padre é investigado por atropelar suspeito de furtar igreja em Santa Cruz do Rio Pardo (SP) — Foto: Reprodução

 

Após prensar o suspeito do furto contra a vitrine de uma loja de tintas, o padre retorna à via e sai em disparada do local. Nas imagens, é possível ver parte da lateral dianteira do carro danificada.

 

Investigações

Outro desdobramento do caso aconteceu na noite da última quinta-feira (12). O delegado Valdir Alves de Oliveira, que comanda as investigações, realizou um novo pedido de prisão contra o frei Gustavo, suspeito de atropelar Ângelo, após a Justiça negar o primeiro pedido de prisão preventiva feito pela Polícia Civil. O Ministério Público havia recomendado o indeferimento do pedido no mesmo dia.

O juiz Pedro de Castro e Sousa negou o pedido de prisão com o argumento de que, embora haja gravidade na conduta, a Justiça entende que o frei não oferece risco, e que os advogados estão colaborando com as investigações.

 

Em nota, a diocese informou que o frei Gustavo “foi afastado de suas funções religiosas e se encontra disponível para livremente cooperar com a Justiça”

 

“Não há indícios de possível reiteração delitiva ou de que o investigado se furtará a aplicação da lei penal, sendo possível a sua manutenção em liberdade neste momento, com o consequente indeferimento do pleito policial”, explicou o juiz em sua decisão.

No novo documento enviado à Justiça, com o parecer pela prisão do padre, o delegado alega que o frei estaria dificultando a investigação, uma vez que ele ainda não se apresentou à polícia. Por enquanto, a Justiça não se manifestou acerca desse novo pedido.

O frei Gustavo se apresentou, acompanhado de dois novos advogados, ao fórum de Santa Cruz do Rio Pardo na tarde da última quarta-feira (11). O chefe do cartório criminal confirmou que o padre esteve no local apenas para informar o seu novo endereço.

Já o advogado de defesa, César Augusto Moreira, confirmou que o frei está mudando seu endereço para o convento Santo Alberto Magno, no bairro de Perdizes, em São Paulo (SP). Ainda segundo a defesa, o frei poderá ser encontrado no endereço enviado à Polícia Civil na quarta-feira (18) da próxima semana.

Em nota, a diocese informou que o frei Gustavo “foi afastado de suas funções religiosas e se encontra disponível para livremente cooperar com a Justiça”. Ainda conforme a igreja, o padre está arrependido pelo ato e pede orações pela saúde do homem atropelado.

De acordo com a polícia, o frei Gustavo é habilitado, mas deveria ter renovado a carteira de habilitação em fevereiro de 2020. No entanto, o padre deve, a princípio, responder apenas administrativamente pela CNH junto ao Detran.

A polícia também apura o furto na secretaria paroquial, que aparentemente teria motivado a atitude do padre. Por esse crime, Ângelo foi preso em flagrante e deve passar por audiência de custódia quando receber alta do hospital.

 

(Conteúdo G1)

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.