fbpx

sábado, 25 de junho de 2022

Colégio Santo Antônio comemora o centenário da Semana de Arte Moderna

Rose Pimentel Mader

 

O centenário da Semana de Arte Moderna está sendo comemorado pelo Colégio Santo Antônio com um grande projeto multidisciplinar, envolvendo as áreas da Literatura, Língua Portuguesa, História, Arte, Geopolítica, Sociologia e Música, entre outras.

O projeto desenvolvido pelo Ensino Médio (coordenação pedagógica, professores e alunos) é extensivo a todos os segmentos do Colégio e engloba um amplo cronograma de atividades entre as quais chamadas sobre o evento nas redes sociais, releitura e reprodução de obras, produção de trabalhos, exposição, mesa redonda e apresentações artísticas como música, dança, declamação de poemas.

A proposta, explicou a professora de Literatura, Henriqueta Cury, é levar à comunidade escolar conhecimentos sobre este evento artístico e cultural, proporcionando a oportunidade, especialmente aos alunos, de mergulhar num momento histórico importante da vida brasileira.

A primeira etapa do projeto acontece nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro, mas as atividades estão programadas para se estenderem durante todo o semestre

 

“Vamos resgatar e debater os antecedentes da arte moderna, o contexto histórico, artístico, social, econômico e político e os impactos desse evento”, explicou a professora Henriqueta.

A primeira etapa do projeto acontece nos dias 13, 15 e 17 de fevereiro, mas as atividades estão programadas para se estenderem durante todo o semestre.

 

A SEMANA DE 22 – A Semana de Arte Moderna foi um evento artístico e cultural realizado no Teatro Municipal de São Paulo, entre os dias 13 a 18 de fevereiro de 1922, ano em que se comemorava o centenário da Independência do Brasil. Teve como proposta apresentar uma nova estética artística para todos os campos das artes.

O evento foi marcado por apresentações de dança, música, recital de poesias, exposição de obras de arte, como pinturas e esculturas, e palestras.

Projeto é extensivo a todos os segmentos do Colégio

 

Os envolvidos na organização da Semana de 22 propunham novas visões de estética artística baseadas nas vanguardas artísticas europeias.

Os principais objetivos da Semana de Arte Moderna foram: romper com o formalismo da estética artística; criticar a arte acadêmica; inaugurar o movimento modernista brasileiro inspirado nas vanguardas europeias; criar uma arte que fosse autenticamente brasileira e popularizar a arte.

A SAM contou com a participação de vários artistas, dentre os quais: Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Graça Aranha, Victor Brecheret, Plínio Salgado, Anita Malfatti, Menotti Del Picchia, Ronald de Carvalho, Guilherme de Almeida, Sérgio Milliet, Heitor Villa-Lobos, Tácito de Almeida, Di Cavalcanti e Guiomar Novaes.

© 1990 - 2021 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.