segunda, 17 de junho de 2024

Informações sobre saúde e acesso a exames para mulheres produtoras rurais

As ações do “Semear é Cuidar” têm participação ativa dos sindicatos rurais. Em cada cidade visitada o programa oferece exames gratuitamente às mulheres sem oportunidade de prevenção

 

Mário Teixeira

Nas últimas semanas, o programa – lançado nas cidades de Jales, Guaíra, Morro Agudo, Aramina, Fartura e Teodoro Sampaio com a finalidade de levar informação sobre cuidados com a saúde, além de realizar exames de mamografia e ultrassom gratuitamente – contou com a presença dos presidentes dos sindicatos rurais das regiões beneficiadas. Os exames são feitos na rede privada, viabilizados pela parceria entre o PPSC em conjunto com as ONGs Orienta Vida e Pense Rosa. Em cada cidade são beneficiadas cerca de 50 mulheres, de 40 anos ou mais e que não tenham plano de saúde.
O programa tem participação do Sebrae-SP / Sebrae Delas, da Secretaria da Mulher do Governo de São Paulo, Américas Amigas e das Prefeituras Municipais e Secretarias de Saúde regionais para oferecer apoio às mulheres atendidas até o encaminhamento ao Sistema Único de Saúde (SUS), se necessário. No ano passado as Semeadoras já atenderam cerca de mil mulheres, com a realização de exames, e este ano a meta é chegar a 3 mil mulheres.
Juliana Farah, vice-presidente da Comissão Semeadoras do Agro, explica que o programa nasceu de uma demanda reprimida. “Notamos que 86% das mulheres do campo não tinham oportunidade de fazer o exame de mamografia anualmente. Trouxemos essa demanda para o Senar de São Paulo, que abraçou essa causa e lançou o Semear é Cuidar, que vai desde a mamografia até inserção dessa mulher no SUS”, afirma a vice-presidente das Semeadoras do Agro.
Palestras de conscientização sobre cuidados preventivos ao câncer de mama, de colo de útero e de pele também são abordados durante as palestras do “Semear é Cuidar”. O objetivo é alertar para sinais de doenças que podem se agravar se não forem detectadas rapidamente. A cada visita a um Sindicato Rural as Semeadoras disponibilizam uma cota de exames preventivos gratuitos. A mamografia é o principal, pois a partir dele pode se verificar se há necessidade de outros exames ou se a paciente está liberada para refazer o acompanhamento no ano seguinte.
As ações são realizadas com muito apoio dos sindicatos rurais e o empenho de seus presidentes. Confira…

 

Jales – “O lema do programa, Semeando informação e promovendo saúde para mulheres do campo, é bem apropriado. Com tantas informações que circulam pela internet, é importante ter informações confiáveis para as mulheres poderem se cuidar para ganhar em bem-estar e qualidade de vida” –  José Candeo, presidente do Sindicato Rural de Jales.

Guaíra – “Conheço de perto as demandas das mulheres do campo. Por isso, abracei este projeto com entusiasmo e estou totalmente empenhado em seu apoio e incentivo. Parabenizo essa iniciativa que não só beneficia Guaíra, mas todo o estado de São Paulo, e espero que possa servir de exemplo para outros estados também” – Mário Sérgio Silverio, presidente do Sindicato Rural de Guaíra.

Morro Agudo – “O programa é de grande importância porque muitas vezes acontece de a mulher descobrir algum problema de saúde quando já chegou a um estágio crítico. É uma ação muito bem-vinda para as mulheres produtoras rurais e suas famílias” – Roberto Carmanhan de Figueiredo, presidente do Sindicato Rural de Morro Agudo.

Aramina (Extensão de Base do SR de Igarapava) – “Estamos muito contentes por recebermos o Semear é Cuidar, temos a certeza de que vai incentivar muitas mulheres a terem mais atenção com os cuidados com a saúde. Para que elas continuem liderando com perseverança em suas propriedades rurais” – Luciano Cardoso Cruciol, presidente do Sindicato Rural de Igarapava (extensão de base em Aramina).

Fartura – “Para produzir os frutos esperado, é preciso semear com dedicação. E com o Semear é Cuidar, a saúde da mulher recebe a atenção que elas merecem e muitas vezes acabam negligenciando. Semeando informação e atenção com a saúde, as mulheres podem atuar ainda mais na vocação que elas têm como produtoras rurais” – José da Costa, presidente do Sindicato Rural de Fartura.

Teodoro Sampaio (Extensão de Base do SR de Presidente Epitácio) – “As mulheres são muito capazes para liderar suas propriedades, e precisam também ficar atentas à saúde para continuarem a alcançar novos objetivos” – Sussumo Hondo, presidente do Sindicato Rural de Presidente Epitácio (Extensão de Base do SR de Presidente Epitácio).

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.