segunda, 15 de abril de 2024

ACE comemora dia do Comerciante com série de entrevistas com personalidades ourinhenses

O primeiro a ser ouvido, foi Senhor Adhemar Rodrigues há 50 anos atendendo Ourinhos e região com a Bramerex

 

Da Assessoria

 

O mês de julho é marcado pelo Dia do Comerciante, comemorado no último dia 16. E para celebrar a data e enaltecer a importância dos comerciantes no desenvolvimento de Ourinhos, a ACE preparou uma série de entrevistas com personalidades que ajudaram a solidificar a força do comércio ourinhense.

Conheça Adhemar Rodrigues – 50 anos de Bramerex, 68 anos atendendo clientes que sempre voltam
Aos 83 anos, Adhemar Rodrigues cuida pessoalmente todos os dias de sua loja com o mesmo empenho de quando começou há 50 anos, junto com o irmão e sócio Waldemar, a Bramerex.

Faz compras, recebe mercadorias, precifica, treina a equipe, arruma a loja. Ativo, com sorriso no rosto para atender os clientes de forma encantadora, afirma categórico: “Não existe mais loja em Ourinhos como a Bramerex”.

Adhemar e Waldemar são exemplos de empresários que viram Ourinhos crescer, transformar-se em polo comercial e que continuam arrojados mesmo com todas as mudanças impostas, principalmente, com a tecnologia.

“Faço amizade com todo mundo, a nossa loja é uma loja de amigos, as pessoas vêm aqui e ficam uma hora batendo papo. Tenho clientes de São Paulo, Mato Grosso e outros locais que todos os anos estão aqui na loja”, conta Adhemar.

A Bramerex começou em uma ação de grande visão empreendedora de Adhemar, que já trabalhava na loja e teve a proposta de comprá-la. “A sede era em São Paulo, veio um representante de Botucatu abrir a loja em Ourinhos. Trabalhei por 18 anos na Casa Alberto e fui convidado para trabalhar nesse novo empreendimento. Passou um tempo, ofereceram para que eu comprasse, meu irmão trabalhava nas Pernambucanas e estava para sair, aposentando. Decidimos aceitar a proposta e começamos nossa história com a Bramerex”.

Com 68 anos de experiência em vendas e gestão, casado, pai de cinco filhos e avô de 7 netos, Adhemar não tira férias. “Minhas férias são na loja. Hoje em dia, meu serviço não é mais ganhar dinheiro, é servir as pessoas. Aqui, marcamos na ficha a compra, deixamos levar sacola para experimentar, o coração manda e eu faço. Os clientes sempre voltam”.

Autodidata, Adhemar fala de sua experiência, na verdade, seu dom em lidar com as mercadorias. “Sei comprar. Pego na mão e sei exatamente a qualidade do produto e o preço que vai custar”.

Um ponto alto na história da Bramerex foi a mudança de endereço para um espaço maior, inaugurando a fase Mega Bramerex. “Somos a loja âncora da galeria. Trabalhamos com muita honestidade. Eu e meu irmão nunca brigamos. Temos um grande espaço, atendemos homens, mulheres, crianças. Não posso nem comentar que vamos parar, as pessoas não deixam”.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.