quarta, 22 de maio de 2024

Alunos do Projeto Guri farão participação inédita no Festival de Música de Londrina

Da redação

Convidado pela primeira vez, o Projeto Guri integrará a 35ª edição do Festival de Música de Londrina, que acontece no período de 10 a 25 de julho de duas maneiras: participando de sua Orquestra Sinfônica e fazendo três apresentações com o Grupo de Referência de Ourinhos (formação percussão). Além disso, os guris também terão cursos e workshops com professores reconhecidos no Brasil e exterior, o que abrange a programação pedagógica do evento.

Formado por 13 músicos (alunos e ex-alunos do Projeto), residentes em cidades próximas a Ourinhos e Marília, o Grupo de Referência de Percussão do Guri se apresentará na abertura do Simpósio Paranaense de Educação Musical, dia 10 de julho, às 20h30, no Calçadão Central de Londrina, dia 11 de julho, às 11h30, e faz ainda um concerto no Zerão, dia 12 de julho, às 16h30.

O público poderá conferir um repertório variado, que transita entre o erudito e o popular, com canções como: “Berimbau”, de Baden Powell, e “Carmen”, de Bizet. Com regência de Aguinaldo Burgo Junior, os alunos do Guri estarão munidos de instrumentos como o pandeiro de choro, berimbau, atabaques, repiniques e surdos, além de instrumentos de percussão orquestral, entre eles, tímpanos, marimba e xilofone.

Em seguida, nos dias 13, 18 e 25 de julho, 18 bolsistas do programa de educação musical – alunos de cordas dos Grupos de Referência de São José do Rio Preto e Jundiaí – realizam os três concertos com a Orquestra Sinfônica do Festival, ao lado dos jovens dos projetos Neojibá (Bahia) e Projeto Ação Social pela Música do Brasil (RJ). Esta nova orquestra será regida pelo maestro espanhol Josep Caballé e pelo brasileiro Ricardo Castro. No repertório, músicas de Chopin, Yamandú Costa e Carlos Gomes, entre outros grandes compositores.

“Esses jovens formarão a Orquestra Sinfônica do Festival de Música de Londrina, um desafio bacana comandado pelo maestro espanhol Joseph Caballé Domenech, que terá que lidar com um grupo heterogêneo, de culturas e volumes sonoros diferentes. Eles estão muito animados, vindo com muita garra”, diz o diretor artístico do festival Marco Antônio de Almeida.

Para a gerente pedagógica da Amigos do Guri, Organização Social de Cultura que gere o Projeto Guri no interior e litoral do Estado de São Paulo Claudia Freixedas, o evento proporciona um rico conhecimento para os alunos. “Trata-se de um festival reconhecido nacional e internacionalmente que propicia vivências pedagógicas e práticas riquíssimas. Formato que vem ao encontro da proposta de educação musical oferecida para nossos alunos. Interagir com outros projetos socioculturais também será bastante importante para o desenvolvimento de todos eles”.

Com 20 anos de existência, o Projeto Guri é um programa de educação musical, mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo. Ao longo de sua trajetória já atendeu cerca de 550 mil crianças e jovens entre 6 e 18 anos.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.