sexta, 19 de abril de 2024

Após incêndio Ponte Pênsil de Chavantes começa a ser reformada

Segundo o Governo do Estado de São Paulo, quase R$ 6 milhões de investimentos serão necessários para a recuperação do ponto turístico

 

Da redação

 

Após trágico incêndio criminoso que atingiu a ponte pênsil sobre o Rio Paranapanema, localizada entre os municípios de Chavantes/SP e Ribeirão Claro/PR, tiveram início as obras de reforma do ponto turístico, tombado como patrimônio histórico pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo e pelo Conselho Estadual do Patrimônio Histórico do Paraná.

O incêndio aconteceu em 6 de novembro de 2020, iniciando no lado paranaense durante a madrugada. Sua parte suspensa, toda de madeira foi consumida pelo fogo. A obra está sendo realizada pelo Governo do Estado de São Paulo, que já declarou um investimento de quase R$ 6 milhões para a reconstrução.

O incêndio criminoso teve iníico no lado paranaense

 

INCÊNDIO CRIMINOSO – No mês de dezembro de 2020, após trabalho da polícia civil, o Instituto de Criminalística do Paraná concluiu que a ação havia sido intencional e criminosa.

De acordo com a perícia, o responsável havia utilizado material combustível sobre a madeira e só foi embora depois de garantir que o fogo se alastrasse. Após o ocorrido, o projeto de reconstrução foi submetido ao Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico.

Quem passa atual ente pelo local, pode conferir a paisagem do local, marcada agora por materiais de construção e mão de obra a postos. A previsão para conclusão das obras é abril de 2023.

A previsão para entrega da obra é abril de 2023

 

ESFORÇOS DA REGIÃO – O deputado Ricardo Madalena trabalhou junto ao Departamento de Estradas de Rodagem (DER) desde 2020, através de ofícios (n.º 252/2020, 522/2021, 007/2022 e 371/2022), reuniões, ações e deliberações para garantir a restauração do importante ponto turístico.

“A Ponte Pênsil tem um grande valor cultural e histórico para a nossa região, é um cartão postal com potencial para fortalecer ainda mais o turismo que gera emprego e renda para a nossa população”, destacou Madalena que reforçou seu compromisso de seguir acompanhando de perto a obra e trabalhando constantemente pelos municípios da região.

Com 149 metros de extensão e um vão suspenso de 82 metros, a ponte em madeira servia exclusivamente aos pedestres

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.