domingo, 19 de maio de 2024

Catadora da Recicla Ourinhos ministra palestra para procuradores do Ministério do Trabalho em Brasília

Da redação

A cidade de Ourinhos mais uma vez foi apresentada como experiência de sucesso na questão da reciclagem de lixo e inclusão social dos trabalhadores que vivem da atividade de catação. No último dia 20 de novembro, a catadora da cooperativa Recicla Ourinhos, Matilde Ramos da Silva, participou, a convite do Ministério Público do Trabalho, como capacitadora do XII Curso de Ingresso e Vitaliciamento (CIV) MPT, destinado aos Procuradores do Trabalho em Brasília.

O tema abordado no evento foi “a realidade do lixão”, onde Matilde apresentou todo o histórico de luta dos catadores que por mais de 10 anos batalharam para conquistar condições dignas de trabalho e reconhecimento da sociedade.

Atualmente, graças ao convênio firmado com a Prefeitura Municipal, a Recicla Ourinhos presta serviços de coleta seletiva na cidade e proporciona aos seus cooperados remuneração mensal e condições para que desempenhem o serviço de coleta nas ruas com eficácia e segurança. Matilde também destacou a importância da união dos trabalhadores que vivem da catação para que as mudanças consigam ser efetivadas e novos contratos sejam firmados com prefeituras de várias regiões do país.

Ressaltando os desafios do mundo do trabalho e a importância do diálogo com profissionais de outras áreas, a procuradora regional do Trabalho Daniela Ribeiro Mendes enfatizou que os membros deste ramo devem ouvir os cidadãos e trabalhar sempre mais pela inclusão. “A grande questão hoje, no Brasil e no mundo, é a distinção entre inclusão e exclusão. Essa é a perspectiva da qual devemos partir na nossa atividade diária como profissionais que têm um compromisso com a defesa do trabalho digno”.

O procurador-geral do Trabalho, Ronaldo Fleury, destacou a importância de uma atuação voltada para a melhoria da vida das pessoas. “Precisamos ter uma atuação mais educadora que repressora, pois só a repressão não traz efetividade. E vocês estão no melhor lugar do mundo para quem quer fazer diferença na vida das pessoas”.

Esta edição do CIV contou com a participação de 32 membros aprovados no 18º e no 19º Concursos. O treinamento constitui fase obrigatória do estágio probatório e busca introduzir e desenvolver competências para o exercício com efetividade da função de procurador do Trabalho.

 

 

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.