quarta, 21 de fevereiro de 2024

Catadores autônomos de reciclados são orientados a coletar materiais de forma correta

População de alguns bairros da cidade têm reclamado por ter seu lixo espalhado nas calçadas

 

Da redação

 

Servidores do setor de coleta da SAE percorreram na manhã de quinta-feira (22) as ruas da Cohab orientando catadores autônomos de reciclados a coletar os materiais de forma correta, evitando espalhar lixo doméstico nas calçadas. A sujeira nas calçadas leva incômodo aos moradores e impossibilita o trabalho dos coletores da SAE. Além da Cohab, é comum encontrar lixo vandalizado nos bairros Jardim das Paineiras e Boa Esperança.

Segundo a autarquia, o morador que presenciar a irregularidade deve entrar em contato com a SAE, mas também pode colaborar separando eu lixo. “A orientação é que os reciclados (papel, metal, plástico, vidro) sejam separados do lixo residencial. Aos recicladores autônomos a SAE pede que ao vasculharem o lixo, não rasguem os sacos plásticos. Isso evita que o vento ou animais espalhem os inservíveis”.

 

 

Em média, são recolhidas 70 toneladas de lixo domiciliar todos os dias na cidade. Os resíduos são levados até a CTO (Central de Transbordo de Ourinhos) e transportados por empresa especializada para aterros controlados em outros municípios.

 

ANIMAIS

Os coletores da SAE pedem aos moradores que possuem cachorros que deixem seus animais presos durante o horário de recolhimento do lixo. É comum os funcionários serem perseguidos pelos cães e até sofrerem mordidas. Além disso, muitos cachorros rasgam os sacos de lixo, espalhando restos de comida e outros dejetos pelo asfalto ou calçadas. Os coletores também lidam com os perigos dos cachorros de rua, mas eles dizem que a maioria dos animais que prejudicam a coleta são os que os donos deixam para fora das residências.

 

MATERIAL CORTANTE

Os servidores também pedem bom senso dos munícipes na hora de descartar material cortante ou perfurante. Cacos de vidro, agulhas, espetinhos de madeira e demais objetos que possam causar acidentes devem ser acondicionados em garrafas PET, latas usadas ou caixas de leite vazias antes de serem jogados no saco de lixo.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.