quinta, 18 de abril de 2024

Catadores de recicláveis esperam firmar contrato com prefeitura nos próximos dias

José Luiz Martins

 

Recentemente o serviço de Coleta de Lixo Urbano de Ourinhos foi transferido da SAE – Superintendência de Água e Esgoto para Prefeitura, que o entregou para uma empresa particular do Rio Grande do Norte para operá-lo de forma “emergencial”. A contratação, com dispensa de licitação, custará R$ 2.880.000,00 por 6 meses enquanto o executivo prepara licitação para concessão definitiva do serviço.

A mudança, que faz parte do projeto de privatização/terceirização de serviços essenciais no município, levado a cabo pelo prefeito Lucas Pocay, também atingiu a coleta seletiva de materiais recicláveis feito pela Cooperativa Recicla Ourinhos, que teve o encerramento do contrato de mais de 10 anos com a SAE no mês passado.

PARCERIA – A SAE tinha a responsabilidade de comprar todo o material reciclável recolhido nas casas, levado à cooperativa, separado por vidro, papel, papelão e plástico, que depois de prensado e pesado era vendido às indústrias.

O fim da parceria suscitou dúvidas quanto a continuidade do serviço da coleta seletiva realizado pelos catadores da Recicla Ourinhos. Será alvo de concessão também a iniciativa privada fora do âmbito de terceirização junto a associações ou cooperativas?

Questionada pela reportagem, a Prefeitura Municipal de Ourinhos afirmou que “Todo processo da parte de resíduos, incluindo a reciclagem, está sendo reestudado. Enquanto isso, a Cooperativa vai ser contratada nos mesmos termos que vinha sendo contratada pela SAE. Agora, no decorrer dos próximos meses, vamos estudar a melhor forma de otimizar a coleta dos recicláveis e assim melhorar também a produtividade da Recicla, melhorando as condições de arrecadação e também produção.”

 

QUESTÕES SOCIAIS – Uma Lei Municipal (nº 5731) aprovada em 2011 estabeleceu exclusividade às cooperativas ou associações auto gestoras para realização do serviço por promover a inclusão social e econômica dos catadores para reaproveitamento de resíduos recicláveis.

Reconhecida nacionalmente por seu trabalho a ACMRO (Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Ourinhos — Recicla Ourinhos) há anos vem estabelecendo ações de sustentabilidade e disseminando o hábito da reciclagem, da separação consciente do lixo pelos moradores de Ourinhos.

À reportagem do NEGOCIÃO Claudia da Silva, presidente da Cooperativa, explicou que a associação continua com a atividade e está tentando firmar um contrato com a prefeitura. A parceria primeiramente irá ocorrer de forma emergencial segundo ela.

“Estamos aguardando, o prefeito sinalizou favoravelmente e esperamos ter uma resposta mais concreta a partir da semana que vem. Nós continuamos trabalhando, não paramos e estamos fazendo reuniões com a Secretaria de Meio Ambiente e encaminhamos toda a documentação solicitada para firmar o contrato. Apresentamos o mesmo modelo do contrato com a SAE que terminou junto com a transferência da coleta de lixo comum para prefeitura”.

EXPECTATIVA – A Recicla espera que a prefeitura mantenha o pagamento de R$433,00 por tonelada coletada, mas segundo a presidente, os catadores não terão o apoio logístico com o caminhão que a SAE cedia para o trabalho de coleta nos bairros da cidade.

“O valor que solicitamos para a tonelada com o material já separado será o mesmo que a SAE pagava. Não teremos mais o auxílio com o caminhão que a SAE emprestava, a prefeitura já adiantou que não tem um caminhão disponível”, revelou a presidente da associação.

De acordo com Claudia, a Recicla Ourinhos foi integrada, via edital da Funasa (Fundação Nacional de Saúde), ao programa de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) de apoio financeiro a atividades de coleta e processamento de materiais recicláveis direcionado às cooperativas e às associações de catadores. “A nossa cooperativa conseguiu um caminhão e uma empilhadeira, o andamento do programa da Funasa foi interrompido por causa do período eleitoral e esperamos que esses veículos cheguem logo após as eleições, enquanto não vier vamos usar os nossos caminhões”.

 

VOLUME DE TRABALHO – Fundada em 2003, hoje a associação conta com cerca de 100 cooperados que recebem um salário mínimo, tem encargos garantidos como a contribuição ao INSS, seguro de acidente de trabalho, transporte e alimentação. Trabalham após o café da manhã das 7h00 às 17h00 horas com pausa de uma hora e meia para almoço.

Ainda conforme a presidente, o volume de trabalho dos catadores de porta em porta está aumentando devido ao surgimento de novos conjuntos habitacionais populares e condomínios residenciais em vários pontos do município. De janeiro a julho de 2022 a cooperativa coletou 1.841,67 toneladas de lixo reciclável em Ourinhos. São jornais, revistas, caixas de leite, latas, alumínio, garrafas, vidros e frascos plásticos separados pela população.

“Já estamos nos programando para atender esses locais estendendo a coleta existente nas proximidades conforme for surgindo a demanda da população que tem aderido ao nosso serviço, todo dia recebemos em média de 20 a 30 pedidos de coleta do material. Tem sido muito boa a conscientização da importância da coleta seletiva”, destacou.

DESCARTE INCORRETO AINDA EXISTE – De acordo com Claudia da Silva, um dos problemas enfrentados pelos catadores é a quantidade de rejeitos não recicláveis que muitos moradores descartam em meio ao material reciclável. “Quanto mais a população diminuir os rejeitos vai ajudar bastante o nosso trabalho. São os restos de comida, fraldas descartáveis, mascaras, absorventes, remédios e seringas, esses objetos não devem ser descartados junto do material reciclável separado para coleta, isso atrapalha bastante a coleta até porque não temos onde descartar esses rejeitos”, pontuou.

Os dias, locais e horários da Coleta Seletiva não mudaram, o cronograma continua o mesmo confira:

 

1ª COLETA

SEGUNDA 7h30/12h00 – Vl Margarida, Jd Bela Vista, Vila Sá.

SEGUNDA 13h00/16h00 – Jd Quebec, Vl Soares.

TERÇA 7h30/12h00 – Jd Paulista, Jd Alvorada, Jd Tropical, Jd Brasília, Jd Aurora.

TERÇA 13h00/16h00 – Nova Ourinhos, Royal Park.

QUARTA 7h30/12h00 – Jd Ouro Verde, Jd Primavera, Jd Bandeirantes, Jd Sta Felicidade

QUARTA 13h00/16h00 – Vl São José, Jd Oriental.

QUINTA 7h30/12h00 – Jd Matilde, Jd Santa Maria

QUINTA 13h00/16h00 – O. Quagliato, Jd Eldorado.

SEXTA 7h30/12h00 – Cohab.

SEXTA 13h00/16h00 – Vl Odilon, Vl São João, Vl Musa, Vl São Francisco.

 

2ª COLETA

SEGUNDA 7h30/12h00 – Vl Sândano, Vl Kennedy, Jd Furlan, Jd América, Vl Adalgisa, Jd São Francisco.

SEGUNDA 13h00/16h00 – Jd Califórnia, Jd Flamboyant, Jd Europa.

TERÇA 7h30/12h00 – Santa Fé IV, São Judas Tadeu, Santos Dumont.

TERÇA 13h00/16h00 – ÁGUAS DO ELOY, Santos DUMONT II.

QUARTA 7h30/12h00 – Santa Fé I, II e III, Jd Paineras, Jd Mitsui.

QUARTA 13h00/16h00 – Jd Brilhante, Jd Diamante, Jd Cristal, Jd Esmeralda.

QUINTA 7h30/12h00 – Jd Do Sol I e II, Jd Industrial, Vl São Luis, Jd Ideal.

QUINTA 13h00/16h00 – Jd Itajubi, Jd Colorado, Jd Guaporé.

SEXTA 7h30/12h00 – Vl Moraes, Centro, Vl Emilia.

SEXTA 13h00/16h00 – Vl Vilar, Jd Columbia, Jd Matilde Ii, Jd Nazareth, Vl Vilage, Jd Estoril, Vilar Vile, Jd São Silvestre.

 

3ª COLETA

SEGUNDA 7h30/12h00 – Vl Perino, Vl Recreio, Vl Nova Sá, Vl Marcante.

SEGUNDA 13h00/16h00 – Jd Christoni, Jd Flórida.

TERÇA 7h30/12h00 – Recanto dos Pássaros, Conjunto Vendramine, Jd Anchieta.

TERÇA 13h00/16h00 – Vl Mano, Boa Esperança I.

QUARTA 7h30/12h00 – CDHU, Vl Brasil, Jd Josefina.

QUARTA 13h00/16h00 – Jd São Carlos, Vl Operária, Jd São Jorge, Pq Minas Gerais.

QUINTA 7h30/12h00 – Pq Minas Gerais VI, Jd Gabriela, Pacheco Chaves, Cond. Moradas.

QUINTA 13h00/16h00 – Boa Esperança II.

SEXTA 7h30/12h00 – Jd Vale Do Sol, Jd Manhatan, Barra Funda, Jd Itamaraty.

SEXTA 13h00/16h00 – Jd Paris, Vl Christoni, Ns De Fátima, Jd Vereda, Cj. Brisola.

 

4ª COLETA

CENTRO/COMÉRCIO – COLETA TODOS OS DIAS DAS 7h00 ÀS 17h30

SÁBADO – Coleta até (02) duas horas após o fechamento comércio.

CENTRO/COMÉRCIO – coleta noturna todos os dias das 18h00 ás 20h00

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.