sexta, 24 de maio de 2024

Coluna Poucas & Boas 06/11

A GENTE NÃO QUER CARINHO – Os vereadores tiveram um refresco na última sessão, onde os trabalhos aconteceram sem a interferência da plateia, pouco numerosa. Na onda de críticas à administração, até o vereador Vadinho, da base da prefeita Belkis, reclamou pedindo “mais carinho” para os bairros da periferia. Não é carinho que eles querem não: é asfalto, atendimento médico, limpeza e iluminação pública.

VADE RETRO – O vereador Inácio J. B. Filho não se conforma com a desculpa que é dada pela prefeitura, de que falta dinheiro para atender aos pedidos da população. Segundo ele, se a prefeitura deixasse de pagar aos jornais, sites e rádios “chapa branca”, sobrariam recursos para investir em serviços públicos com mais qualidade. Defendendo seus argumentos, o vereador foi ficando irritado e chegou a mandar a prefeita “para o inferno”, e recebeu aplausos da plateia…

SE GRITAR PEGA LADRÃO… – O vereador Salim Mattar tentou defender o indefensável e se saiu mal. Disse que a Prefeitura não pagou pelas obras da Concha Acústica que caiu na Praça do Caló, e que portanto não houve prejuízo, porém essa afirmação não corresponde à verdade. Na tentativa de comentar a respeito do dinheiro público repassado para a imprensa, o vereador piorou o que já estava ruim. Disse que todos ali tinham “telhado de vidro”, que “não sobra um”. Pelo visto nem percebeu que estava depondo contra si mesmo. Salve-se quem puder…

ME ENGANA QUE EU GOSTO I – Durante seu último mandato o ex-prefeito Toshio fez grande alarde anunciando que a cidade teria sido contemplada com R$ 55 milhões do PAC (Plano de Aceleração do Crescimento) do governo petista. As notas divulgadas insinuavam que o dinheiro havia sido repassado pelo governo federal. Na verdade Toshio fez um empréstimo milionário através da Caixa Econômica Federal, e os ourinhenses pagarão por isso durante 20 anos. O recurso serviu para canalizar córregos e asfaltar ruas. O trabalho mal feito resultou em ruas em que o asfalto praticamente não existe mais. Mas a dívida….

ME ENGANA QUE EU GOSTO II – A prefeita Belkis, indicada para o cargo pelo ex-prefeito Toshio, aprendeu direitinho com o ex-chefe: No início do seu mandato anunciou o PIMC (Plano Integrado de Melhoria Contínua), que prometia o maior programa de recapeamento asfáltico da história de Ourinhos. Não precisa nem contar o que foi realizado… 

ME ENGANA QUE EU GOSTO III – Agora é a vez das Lojas Americanas. Depois das notícias de que Ourinhos teria um shopping, a empresa Naturoil e que as margens dos córregos canalizados virariam parques, essa história que as Lojas Americanas vão abrir uma unidade na cidade em plena crise é mais uma piada. 

NADA DE NOVO I – A secretaria de Esportes mudou de comando, mas continua inoperante, sem dizer a que serve. Não adianta mudar o secretário se não houver estrutura financeira e apoio para desenvolver o trabalho na área de esportes, tão importante em uma cidade com poucas opções de lazer na periferia. 

NADA DE NOVO II – Nas notícias que divulgaram a presença do senador Aluísio Nunes do PSDB nesta sexta-feira em Ourinhos, o partido informa que o convidado deverá lançar a candidatura de Toshio Misato para as próximas eleições municipais. Difícil vai ser o ex-prefeito se explicar durante a campanha a respeito do desastre da administração Belkis, indicada por ele e eleita com seu apoio. 

EU NA FRENTE! – A divulgação de pesquisa eleitoral nas redes sociais dá uma amostra de como deverá ser no próximo ano. Sem critérios definidos, cada pré-candidato a prefeito se proclama o preferido da população. É preciso desconfiar das pesquisas que são divulgadas sem o nome da empresa e omitindo os critérios adotados para a avaliação.

SE A CARNE É DE GRAÇA, DESCONFIE – Com o preço que anda a carne nos açougues e mercados, tem um grupo anunciando que vai fazer churrasco de graça para a população, e a festa vai acontecer na frente da Câmara. A coisa anda tão descarada que há algum tempo os churrascos pagos por políticos a troco de votos ou favores eram feitos em ambientes fechados. No vale tudo que se aproxima com a campanha eleitoral, a festa vai acontecer no meio da rua, na tentativa de atrair a população para a sessão. Pode isso?

ÁS DO VOLANTE – Os exames para quem quer tirar carteira de habilitação são feitos em uma rua ao lado do lago da Fapi. Acontece que a rua está uma buraqueira só, e na semana passada os moradores pintaram ao redor dos buracos e fizeram fotos postando nas redes sociais. Se a pessoa vai tirar carta de motorista em Ourinhos precisa passar pelo teste de desviar dos buracos das ruas. Estará aprovado quem conseguir desviar de um número maior de buracos. 

XÔ SUJEIRA – A época das chuvas e os dias quentes são dois fatores que ajudam a aumentar o número de mosquitos da dengue. Se juntar isso mais a sujeira que se acumula nos terrenos baldios, a situação fica mais difícil. As campanhas de limpeza promovidas pela Prefeitura têm sido insuficientes, e o que se vê são terrenos sujos acumulando água parada.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.