sexta, 21 de junho de 2024

Coluna Poucas & Boas 30/10

ME ENGANA QUE EU GOSTO – Algumas das mentiras que iludiram os eleitores nos últimos anos: Ourinhos vai ter shopping. A Prefeitura vai construir o prédio do paço municipal com o dinheiro dado pelo Santander. A Prefeitura vai realizar o projeto do contorno ferroviário. A Unimar vem para Ourinhos. A multinacional Naturoil também. A população iria ter Internet gratuita, a Raposo Tavares será duplicada, vão diminuir os acidentes e os pedestres terão mais segurança…

MANIPULÁVEL GADO NOVO I – Tal qual um candidato à caça de votos, “voluntários” prometem uma churrascada gratuita em frente à Câmara Municipal dia 16 de novembro. Divulgado por jornais e sites financiados pela prefeitura, o evento seria organizado por empresários do pequeno grupo de manifestantes que há semanas pede redução de salários dos vereadores. Alegando ser alusivo à Proclamação da República, o churrasco visa mesmo é atrair público para protestos contra a Câmara.

MANIPULÁVEL GADO NOVO II – Ao contrário de Jacarezinho que reuniu espontaneamente mais de duas mil pessoas em manifestações em frente à Câmara, em Ourinhos, com baixíssima adesão popular, o “movimento” lança mão da manipulação e o vale tudo que ocorre em campanhas eleitorais. Até mesmo condenáveis vícios da má política como comprar votos e apoio com cestas básicas, festas, cervejadas e churrascos. Vergonhoso.

TILIM TILIM….. – Faça uma conta rápida: Quantos quilômetros de ruas da cidade seriam possíveis recapear decentemente com o dinheiro roubado do Escândalo Vale-Transporte (quase R$ 4 milhões) e o dinheiro doado pelo Santander no governo Toshio, em troca do depósito do dinheiro para pagar os funcionários (R$ 2,5 milhões)? Não foi à toa que chegamos no fundo do poço.

PARA OS AMIGOS, TUDO PODE – O vereador Inácio J. B. Filho voltou a abordar uma história que continua muito mal contada. Há alguns anos A AIOR (Associação de Empresários de Ourinhos) construiu um barracão na Fapi, cuja área é de propriedade da Prefeitura Municipal. Só isso já seria um absurdo, já que o prédio é usado somente pela entidade. Mas para piorar, a AIOR ainda costuma alugar o espaço para festas. Pode isso, produção?

CASA DA MÃE JOANA – A utilização do espaço do Parque de Exposições Olavo Ferreira de Sá não obedece regra nenhuma, além da vontade política ou não da Prefeitura Municipal. Os eventos que acontecem no local não são fiscalizados, e o Ministério Público tem sido acionado por moradores que se queixam do barulho durante a madrugada. As coisas poderiam melhorar com uma proposta de regulamentação do uso daquele espaço, iniciativa que pode sair da Câmara Municipal, já que a Prefeitura nunca manifestou vontade. Quem se habilita?

CADÊ AS LIXEIRAS? – O governo Belkis está acabando, e até agora a SAE não conseguiu instalar lixeiras no centro da cidade, e muito menos caçambas nos bairros. Durante o último mandato do ex-prefeito Toshio a Superintendência também não instalou lixeiras nem tomou providências com o grave problema do aterro sanitário, que está saturado. Falta de dinheiro não é, já que a tarifa de água tem tido constantes aumentos. O que acontece com a SAE?

GOVERNO INSALUBRE – Depois de ter cortado o benefício do adicional de insalubridade de várias categorias de funcionários municipais, a Prefeitura consegue remediar o estrago criando a GAE – Gratificação de Atividade Especial, para repor as perdas salariais dos funcionários que foram prejudicados. A desculpa é que a iniciativa em cortar o benefício foi sugerida por uma empresa que venceu a licitação proposta pela administração para rever esses benefícios. Tudo bem a empresa propor, mas não tem secretário para avaliar e questionar esses laudos?

ACENDE A LUZ! – Uma estudante de 15 anos foi vítima de estupro no Jardim Josefina esta semana. Com o horário de verão, a ida para a escola no período da manhã muitas vezes acontece no escuro. As deficiências na iluminação pública em toda a cidade têm colaborado para que esses crimes aconteçam. Segurança e iluminação pública andam de mãos dadas, mas não em Ourinhos.

ECONOMIA PRA QUÊ? – A situação é de vacas magras, vivemos uma crise econômica que tem provocado desemprego e queda na produção em todas as áreas. Todo mundo percebe isso, mas em Ourinhos parece que os políticos não enxergam. A Prefeita Belkis continua mantendo cargos em comissão em excesso e gastando altas somas de dinheiro com jornais, sites e rádios. E o vereador Vadinho voltou a insistir na criação de uma Secretaria anti-drogas, de preferência cheia de cargos para indicar. 

QUEM SE HABILITA? – O grupo político do ex-prefeito Toshio, esfacelado e fragilizado com a avaliação negativa do governo da prefeita Belkis, tem dificuldades em encontrar um nome para a sucessão municipal. Vira e mexe o nome do ex-prefeito é lembrado, embora ele não confirme a intenção de enfrentar nova campanha eleitoral.

ENDIREITA, OURINHOS! – O Deputado federal Capitão Augusto, em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo no dia 26, defendeu o presidente da Câmara Eduardo Cunha, investigado pela Operação Lava Jato por denúncias de enriquecimento ilícito. O deputado ourinhense afirmou que Cunha “só sai se quiser”. E salve-se quem puder…

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.