terça, 18 de junho de 2024

Comércio dá sinais de recuperação, dizem empresários

O ano de 2015 foi o pior ano para o comércio de Ourinhos desde a implantação do Plano Real, em 1994 – pelo menos é isso que dizem os comerciantes ouvidos pela reportagem do Novo Negocião. A junção de uma crise econômica e de uma crise política sem precedentes, aliado a um clima de desânimo por parte da população produziu um dos piores resultados econômicos da nossa história recente. No entanto, os mesmos entrevistados dizem que o pior da crise já passou. “A reestruturação política já produziu um clima que ajudou o comércio”, afirma Alexandre Mariani, gerente da Nunes Calçados – loja tradicional do comércio ourinhense. “No nosso ramo de atividade houve demissões e diversas lojas fechando as portas, mas também foi um momento propício para inovações e reestruturação”, completa.

Até no setor de cosméticos, que sempre se considerou imune a crises, houve queda nas vendas em 2015. Profissionais da área que sempre contabilizaram vendas dentro das metas estabelecidas alegam que o ano passado não poupou ninguém – as mulheres, público prioritário dos produtos de beleza, não deixaram de consumir, mas diminuíram muito o valor das compras. “A crise apresentou desafios: toda a cadeia de produção, desde a fábrica até o vendedor, precisou rever suas práticas e reestruturar seu modo de trabalho. Estamos em um momento de adaptação: com vendas escassas, a capacitação daquele que atende o cliente passou a ser o grande diferencial” é o que diz João Marcos G. de Paula, especialista em comércio varejista: “o cenário econômico parece estar melhorando, mas ainda há um longo caminho para a recuperação”.

 

Mesmo nesse clima de aparente recuperação da economia, todos os entrevistados foram unânimes em declarar que a inadimplência ainda está alta. Os índices de inadimplência são influenciados diretamente pelo desemprego, e quando uma crise econômica se encerra é exatamente a geração de empregos a última coisa que se recupera.   

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.