quinta, 18 de abril de 2024

Consórcio Infraestrutura PR vence concessão do lote 2 do pedágio do Paraná

Concessão envolve 605 quilômetros de rodovias federais e estaduais, incluindo trecho entre Jacarezinho e Ourinhos

 

Da redação

 

O Consórcio Infraestrutura PR venceu a concessão do segundo lote de rodovias do Paraná realizado na sexta-feira, 29 de setembro. O contrato será de 30 anos.

O consórcio ofertou um desconto de 0,08% nas tarifas de pedágio estipuladas no edital. Este foi o único grupo que concorreu pela concessão deste lote, que compreende 605 km de rodovias estaduais e federais, além de sete praças de pedágio, compreendendo São José dos Pinhais (BR 277), Carambeí, Jaguariaiva e Sengés (PR 151), Quatiguá (PR 092) e Jacarezinho na BR 153 e 369.

Segundo o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), o desconto apresentado pelo consórcio representa uma redução nas tarifas de pedágio por quilômetro rodado de 56% em comparação com o valor que era aplicado, considerando o valor corrigido pela inflação, caso o contrato praticado antes do fim das concessões anteriores continuasse vigente (R$ 0,2543).

O fim do contrato com as antigas concessionárias ocorreu em agosto de 2021 e o edital de licitação do lote 2 foi publicado em junho de 2023. Neste período as estradas ficaram sob responsabilidade do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT).

Em agosto, o consórcio participou da disputa pelo lote 1 das rodovias, porém, ofereceu um desconto de 8,3% na tarifa básica e perdeu para o grupo Pátria, que na ocasião ofertou um desconto de 18,25% nas tarifas de pedágio.

O Consórcio Infraestrutura PR é formado pelo grupo Equipav, composto pelas empresas EPR 2 Participações e Perfin Voyager Fundo de Investimento. Atualmente, a EPR possui concessões de rodovias também no sul de Minas Gerais e no Triângulo Mineiro.

O desconto do grupo Equipav representa, na tarifa por quilômetro rodado do leilão, um valor de R$ 0,16678, chegando a R$ 0,11912 na pista simples, segundo o governo estadual.

Neste sentido, conforme Ratinho, a praça de pedágio de Jacarezinho, por exemplo, terá um desconto de quase 68% em comparação com o valor que era aplicado.

De acordo com o edital, o percentual apresentado pelo consórcio não exige o depósito de aporte financeiro, dinheiro que as empresas precisam depositar conforme o desconto oferecido no leilão das rodovias.

Na prática, quanto maior o desconto dado pelas empresas e cima da tarifa base, maior é a quantia que precisam depositar.

A previsão é de que a vencedora assuma as rodovias no começo de 2024.

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.