sexta, 01 de março de 2024

Divulgada a programação para vacinação infantil em Ourinhos

Marcília Estefani

 

Em meio às dúvidas de pais e responsáveis por crianças entre 5 a 11 anos, na segunda-feira, 17/1/2022, Ourinhos lançou a campanha ‘Imuniza Kids’ e deu início à vacinação pediátrica, atendendo crianças de 10 e 11 anos com comorbidades e PCD, na Cidade Mirim instalada no Recinto da Fapi.

A primeira criança vacinada em Ourinhos foi Miguel Antônio Vicente Hespanhol, 10 anos, morador do Jardim Cristal, que recebeu a primeira dose do imunizante da Pfizer na manhã da segunda-feira.

Primeira criança vacinada em Ourinhos

 

Na quarta-feira, 19/1, 3º dia de vacinação infantil, a Secretaria de Saúde, a fim de evitar aglomerações e proporcionar mais comodidade aos pais e crianças, divulgou uma programação diferenciada. Neste dia foram vacinadas, além de crianças de 5 a 11 anos com comorbidades e PCD, o público de 11 anos em geral que iria completar 12 até abril de 2022.

Na quinta-feira, 20/1, compareceram na Fapi quem completaria 12 anos até agosto/2022, na sexta, 21/1, o público infantil que faria 12 anos até dezembro/2022 e no sábado, 22/1, crianças de 11 anos em geral. Dentro desta nova programação, todos os dias foram distribuídas 200 senhas.

Apesar de reconhecerem que a vacina salva vidas, pais e responsáveis demonstram muitas dúvidas sobre imunizar ou não suas crianças. Alguns aguardam ansiosos para que seus filhos voltem para escola com mais segurança, outros acreditam que efeitos colaterais da vacina podem vir com o passar dos anos.

 

MÉDICO ADVERTE – Para o médico pediatra, Dr José Luiz de Lima, a decisão tem que ser individual.

“Aqui em Ourinhos não tivemos nenhum caso grave em criança, vacina é sempre riscos e benefícios, a gente não sabe ainda, nunca lançou uma vacina pra criança tão rápido assim, sendo que as crianças não estão ficando doentes (…) então a gente não sabe ainda o que vai ser, a decisão tem que ser individual, eu por enquanto esperaria, porque vacina sempre demorou bastante, depois de milhões de doses dadas é que pode aparecer algum problema, algum efeito colateral, adulto tem que tomar sem dúvida nenhuma, os que não quiseram tomar é que estão enchendo as UTI’s, 90% ou mais são adultos que não quiseram tomar ou estão com a vacinação incompleta”, relatou o profissional.

O pediatra renomado ourinhense, Dr. José Luiz de Lima, prefere esperar um pouco antes de se começar a vacinar as crianças

 

OBRIGATORIEDADE DA VACINA – O ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou nesta semana que os Ministérios Públicos adotem as “medidas necessárias” para fiscalizar pais que não estejam vacinando seus filhos conta a covid-19. Segundo o procurador-geral de Justiça de São Paulo, Mário Sarrubbo, as punições nestes casos podem chegar até a perda da guarda temporária da criança.

Cartaz da Campanha incentiva e convida população a vacinar as crianças

 

“No nosso gabinete é consenso a obrigatoriedade de os pais vacinarem os filhos. Não só para a covid-19, mas todas as outras. Não temos nenhuma dúvida que a Constituição Federal pondera a liberdade de crença, religião, convicção dos pais, inclusive na criação de seus filhos. Porém, em contraponto com o bem jurídico da integridade física e saúde das crianças, que prepondera e indica de forma muito clara a obrigatoriedade de os pais de vacinarem seus filhos, especialmente agora”, pontuou o procurador em entrevista.

 

CASO DE LENÇÓIS PAULISTA – A Secretaria da Saúde de São Paulo concluiu nesta quinta-feira (20) que a vacina contra a Covid-19 não foi a causa de uma parada cardíaca em uma criança de 10 anos, notificada em Lençóis Paulista, no interior do estado. Ela havia recebido o imunizante da Pfizer, indicado para sua faixa etária. O evento adverso pós-vacinação foi descartado após análise do Centro de Vigilância Epidemiológica da pasta, realizada por mais de dez especialistas. “Não existe relação causal entre a vacinação e quadro clínico apresentado”, afirma o órgão em nota.

 

ONDE SE VACINAR – Em primeiro lugar, para se vacinar é necessário que o responsável leve o CPF ou Cartão SUS da criança, a carteira de vacinação e um comprovante de residência. Será preciso comprovar a condição de comorbidade ou deficiência.

Local onde as crianças estão sendo vacinadas em Ourinhos, no recinto da FAPI

 

O Ministério da Saúde adverte que é importante que crianças com sintomas gripais aguardem o fim dos sintomas para tomar a vacina. Após vacinada, a criança deve permanecer por 20 minutos em observação.

A campanha Imuniza Kids acontece no recinto da FAPI, conforme orientações divulgadas pela administração pública, geralmente entre 9h00 e 17h00.

Já os adultos devem continuar se dirigindo à Unidades Básicas de Saúde pré-estabelecidas:

 

Das 9h às 17h:
UBS COHAB

Rua Luiz Nogueira, 310 – Conj. Res. Padre Eduardo Murante.

UBS VILA BRASIL
Rua Jornalista Erom Domingues, 647 – Vila Brasil.

UBS VILA SÃO LUIZ
Rua Celestino Lopes Bahia, 523 – Vila São Luiz.

UBS JARDIM ITAMARATY
Rua Maria Paulina Melchior da Silva, 128 – Jardim Itamaraty.

UBS CAIC
Rua Maria Pucinelli Pelegrini, 590 – Jardim Anchieta.

UBS VILA MARGARIDA
Rua Abuassali Abujamra, 410 – Vila Margarida

UBS PARQUE MINAS GERAIS
Rua Marechal Cândido Rondon, 477 – Pq. Minas Gerais 

 

Das 9h às 19h

POSTÃO CENTRAL (Centro de Saúde I)
Rua Wenceslau Braz, 33 – Centro.Necessário apresentar RG e CPF.
Menores devem estar acompanhados dos pais, se possível.

 

QUEM DEVE SE VACINAR:

2ª DOSE:
VACINA: Coronavac/Sinovac/Butantan
VACINA: Pfizer/Biontech/Comirnaty
Todos que tomaram a primeira dose até o dia 28/12/2021.

VACINA: Astrazeneca/Oxford/Fiocruz/Covishield
Todos que tomaram a primeira dose até o dia 23/11/2021.

DOSE ADICIONAL/DE REFORÇO:
Necessário apresentar RG, CPF e cartão de vacinação das duas primeiras doses (versão física ou digital). Para imunossuprimidos, é necessário apresentar comprovação médica da condição de saúde. 

VACINA: Coronavac/Sinovac/Butantan
VACINA: Pfizer/Biontech/Comirnaty
VACINA: Astrazeneca/Oxford/Fiocruz/Covishield
– Pessoas acima de 18 anos que tomaram a segunda dose há quatro meses (antes de 18/09/2021)
– Pessoas acima de 18 anos ou mais com imunossupressão que tomaram a segunda dose há mais de 28 dias.

VACINA: Janssen (VACINAÇÃO SOMENTE NO POSTÃO PARA ESTE IMUNIZANTE)
– Pessoas acima de 18 anos que tomaram a dose única há dois meses (antes de 18/11/2021)
– Pessoas acima de 18 anos ou mais com imunossupressão que tomaram a segunda dose há mais de 28 dias.

 

DADOS VACINAÇÃO:

1ª dose: 89.125 (77,94% da população)
Dose única: 2.202 (79,87% da população com esquema vacinal iniciado).
2ª dose: 82.336 (92,38% dos imunizados com a primeira dose)
População com esquema completo com as duas doses ou dose única: 84.538 (73,93% da população)
Dose adicional: 31.739 (38,55% das pessoas que tomaram duas doses)
Doses aplicadas (total): 205.402

Fonte: Retirado do site Vacinômetro do sistema Vacivida (Secretaria de Saúde do Governo do Estado de São Paulo), às 19h no dia 19/01/2022. População total estimada: 114.352 habitantes (IBGE/2020). 

 

 

 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.