quinta, 18 de abril de 2024

DJ Ana Bzzi agita Ourinhos e região com seu talento na música eletrônica

A artista chama atenção pela pouca idade, desenvoltura e satisfação por levar alegria e entretenimento ao público

 

Marcília Estefani

 

Com apenas 16 anos, uma adolescente ourinhense vem marcando palcos e eventos em Ourinhos e região com seu carisma, alegria e profissionalismo. É a DJ Ana Bzzi que tem se destacado profissionalmente e se prepara para alçar novos voos e fortalecer uma carreira promissora.

 

Em seu primeiro ensaio fotográfico a jovem mostra tanto talento quanto nos palcos de eventos

 

Ana Beatriz de Oliveira Batista, 16 anos, filha de Marcela de Oliveira e de Neno Batista, criador de conteúdo e DJ, conta que cresceu neste meio, convivendo desde muito cedo com o mundo musical, algo que se tornou um grande prazer em sua vida.

Desde muito pequena a jovem mantém contato com o mundo musical

 

Acompanhada dos pais, Ana Bzzi conversou na última semana com o Negocião e contou um pouco da realidade nova, porém muito prazerosa que vem vivendo, e como tem conciliado tudo com os compromissos escolares e de planos para futuro.

Segundo a DJ, que cursa o 2º ano do fundamental na escola Horácio Soares, e que sonha em ser médica pediatra, é tudo muito novo, mas os estudos são prioridade e ela tenta conciliar as diversas atividades, criando uma rotina de estudos e se dedicando. Ela ainda se empenha em terminar um curso de inglês, na Wizard, onde também já estudou italiano.

 

Ana ainda criança em evento com o pai Neno Batista

 

PRIMEIRA EXPERIÊNCIA – Ana subiu no palco pela primeira vez em 2023 e mostrou todo seu talento com a música eletrônica. Participou do Festival de Verão em Salto Grande, Réveillon, Sunset Beach e Folia Beach todos em Salto Grande, no carnaval também passou por eventos em Bernardino de Campos, na Lagoinha e em Ourinhos.

Ela conta que em sua primeira apresentação ficou muito nervosa, ansiosa, mas que foi uma experiência maravilhosa, que fortaleceu sua decisão de se tornar uma DJ e conquistar espaço em uma área onde prevalecem os homens.

 

A DJ afirma que a maior satisfação é levar alegria e diversão às pessoas

 

“Eu me cobro bastante, para que tudo saia perfeito, por isso fiquei muito nervosa, mas quando pisei no palco, vi todo mundo se divertindo, cantando, todo mundo vibrando junto, me acalmei e foi o bastante pra eu perceber que eu queria continuar mesmo”, conta.

Ana está sendo agenciada por Carla Grigoleti, dona da Banda Santa Esmeralda, já experiente na área, e conta com escritório físico, uma estrutura que já está sendo montada para gerenciar suas redes sociais de forma adequada para um bom engajamento e crescimento, sem falar no apoio da família, do pai – Neno, que está sempre por perto, a mãe, os tios que compõem a equipe dos shows.

“É tudo muito novo, tenho muitas coisas para fazer, mas o apoio de toda família me incentiva, eles não me deixam sozinha, estão sempre junto me orientando, me ajudando, me ouvindo quanto às dúvidas, aos medos”.

 

PRÓXIMOS TRABALHOS – Ana Bzzi acaba de fazer seu primeiro ensaio fotográfico, a fim de produzir um material profissional para a divulgação de seu trabalho. Também gravou um pod cast na quinta-feira, 9/3 em Ourinhos, com Donay Neto, e nesta sexta-feira, 10/3, toca em Itaí/SP, em seu primeiro show fora da região, em palco principal, na inauguração de uma casa de shows.

 

Ana Bzzi tem apenas 16 anos

 

“Tem bastante coisa nova por aí”, ressalta Neno, primeira referência de Ana como DJ.

“Eu achei que ela ia desistir sabe, que ia parar, mas ela começou se interessar, se interessar, e veio a Carla com uma visão mais profissional, em um patamar bem mais alto, e as coisas começaram a acontecer de uma forma bem rápida, ela já tem cerca de sete convites para se apresentar em feiras e tocar junto com artistas no palco principal, em cidades como Bauru, Presidente Wenceslau, Paulistânia, já começou inclusive a ter um retorno financeiro, que ela pretende investir em seu futuro”, conta o pai.

Ao contrário do que imaginou Neno, Ana Bzzi não tem intenção de desistir, quer ir além, e afirma que o sentimento de estar em cima do palco dá cada vez mais vontade de continuar.

“É muito legal, mas melhor ainda o sentimento de tá ali em cima do palco e ver todo mundo vibrando, com aquele sentimento de alegria, todo mundo pulando animado, por algo que você tá fazendo, levando alegria para as pessoas, isso dá mais vontade tocar”.

 

DIFICULDADE/DESAFIOS – Questionada sobre os desafios enfrentados neste início de carreira, a jovem pondera que “tudo isso tá acontecendo muito rápido, tem muita coisa que na teoria eu precisaria saber, mas como sou nova, estou tendo que aprender do dia pra noite, o que não é difícil, mas exige dedicação”.

Ela conta que já enfrentou situações inesperadas, como errar a música no meio do show, ocar problemas técnicos, além da experiência mais chocante que foi tocar para um público menor do que estava habituada.

 

 

“Tava acostumada a tocar prá bastante gente e em uma ocasião teve um público menor, as coisas que tínhamos programado pra fazer no meio do show não deu certo, poque choveu, e eu fiquei um pouco frustrada, mas aprendi que tudo faz parte do processo e não vai ser sempre que vai acontecer tudo as mil maravilhas, que todo mundo vai tá vibrando, mais acontece, isso é normal e a minha família me prepara prá enfrentar isso também”.

 

FUTURO – Sobre os planos para o futuro, Ana Bzzi afirma que “é muita coisa nova, a gente fica muito animada, estou muito feliz, quero continuar e fazer mais coisas ainda, quero me aprimorar, aprender mais sobre música, estamos aprendendo tudo junto, a gente tá se esforçando pra dar tudo certo”.

 

DJ Ana Bzzi vem se destacando como prodígio da música eletrônica e se prepara para novos voos

 

Agenda já confirmada para os próximos meses:

08 de abril – Torrinha/SP (Aniversário da Cidade)

30 de abril – Oscar Bressane/SP (Festa do Peão)

12 de maio – Paulistânia/SP (Festa do Peão)

11 de novembro – Guaimbê/SP (Festa do Peão)

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.