quarta, 12 de junho de 2024

Duke Energy doa 3 milhões de mudas para reflorestamento

Da redação

A Duke Energy – concessionária de oito hidrelétricas ao longo do Paranapanema – acaba de alcançar a marca de 3 milhões de mudas florestais doadas para proprietários rurais da Bacia do Paranapanema. Suficientes para recuperar ambientalmente uma área de 2.000 hectares (equivalente a 3.000 campos de futebol), as mudas vêm sendo distribuídas desde que a companhia obteve a concessão das usinas, em 1999, e implantou o Programa de Promoção Florestal. Neste período, foram contempladas 950 propriedades, em 56 municípios paulistas e paranaenses.

O gerente de Meio Ambiente da Duke Energy, Miguel Conrado Filho, conta que o objetivo do programa é apoiar ações individuais ou coletivas, visando aumentar a cobertura florestal com árvores de espécie nativas. “As mais de 3 milhões de mudas foram plantadas em APP [Área de Preservação Permanente] de propriedades rurais localizadas dentro das principais microbacias hidrográficas de contribuição dos reservatórios da Duke Energy”, explica.

De acordo com ele, ao ampliar a cobertura florestal, o programa coopera para a manutenção da biodiversidade e recuperação da Mata Atlântica na região. O reflorestamento favorece, ainda, a manutenção da qualidade e quantidade dos recursos hídricos, e estimula o aumento da mata nativa no entorno dos reservatórios e em rios e córregos tributários, entre outros benefícios.

 “O plantio também é importante para a preservação da fauna e formação de corredores ecológicos que ligam reservas de matas nativas das propriedades aos cursos d’água, proporcionado aos animais o acesso à água, abrigo e alimentos”, ressalta Conrado Filho.

 

Quanto às espécies trabalhadas, o programa utiliza 160, todas elas nativas da região e típicas da Mata Atlântica. “Podemos destacar os ipês, araçá, jacarandá mimoso, goiaba, jatobá, pitanga, cabreúva, cedro e figueira, entre outras. Todas fornecem alimentos para a fauna, o que atrai dispersores de sementes”, expõe o gerente.

Parcerias – No Programa de Promoção Florestal, a Duke Energy fornece as mudas e subsídios técnicos para o reflorestamento, enquanto o proprietário parceiro se responsabiliza pelo plantio e manutenção da área recuperada. As mudas são adquiridas junto a viveiros parceiros: Flora Vale, de Assis, e Camará, localizado em Ibaté (SP). O programa conta como apoio de associações de produtores, cooperativas, sindicatos rurais, escolas agrícolas e órgãos ambientais que auxiliam na divulgação e captação de parceiros.

Em reconhecimento aos participantes na abrangência das usinas Canoas I e II, onde o programa foi iniciado, a Duke Energy lançou a placa comemorativa “Propriedade Amiga da Floresta”, destinada aos que dedicaram áreas expressivas à recuperação de maciços florestais e permanecem preservando-as. “A maior quantidade de mudas, 874 mil, foi plantada nessa região. A placa é um reconhecimento aos compreendem a importância do programa e contribuem com a preservação da fauna e da flora típicas do Paranapanema”, enfatiza Conrado Filho.

Serviço – Para participar, a propriedade rural deve se localizar nas margens de um dos reservatórios sob a concessão da Duke Energy, no Rio Paranapanema, ou possuir nascentes, rios ou ribeirões que deságuam em reservatório. Mais informações estão disponíveis no site www.duke-energy.com.br e junto à área de Meio Ambiente da companhia, pelo telefone (14) 3342-9034.

A Duke Energy Brasil opera e administra oito usinas hidrelétricas instaladas ao longo do rio Paranapanema e duas pequenas centrais hidrelétricas no rio Sapucaí-Mirim, com um total de 2.274 megawatts (MW) de capacidade instalada. Anualmente, gera cerca de 12,5 milhões de MWh, energia suficiente para abastecer por um ano 6,5 milhões de famílias ou 26 milhões de habitantes. Com cerca de 325 empregados no país, a Duke Energy Brasil representa o maior investimento internacional da norte-americana Duke Energy Corp., a maior companhia de serviços públicos dos Estados Unidos.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.