sábado, 20 de abril de 2024

Falta de sinalização em ruas de acesso a condomínios no Jardim Itamaraty torna trânsito caótico

Os moradores reivindicam sinalização de trânsito adequada para evitar futuros acidentes

 

José Luiz Martins

 

Preocupados com o grande fluxo de veículos e a possível ocorrência de mais acidentes, moradores do Condomínio Moradas I, localizado na região sul da cidade, reclamam da falta de atenção da Prefeitura, sobretudo do Departamento de Trânsito, na solução de um problema que perdura há alguns anos.

A queixa diz respeito a demora em implantar melhorias relacionadas à sinalização de trânsito nas vias de acesso ao bairro logo na entrada do condomínio.

De acordo com o chefe da zeladoria do residencial, Cléberson Roberto Correia, falando em nome dos condôminos, a principal dificuldade de trânsito no local é a falta de sinalização e a inerente confusão que se estabelece no tráfego na confluência de três vias em uma rotatória de acesso para quem deixa ou se dirige com seus veículos ao condomínio e demais bairros no entorno.

 

PreviousNext

 

“Nós estamos com muita dificuldade aqui, tem muitos moradores do nosso condomínio e do outro condomínio vizinho, o Moradas Club, que atravessam, cortam o redondo que tem logo à frente, na contramão, por falta de sinalização. Já aconteceram alguns pequenos acidentes, nada grave, mas já aconteceram”, destacou.

Segundo Cleberson o objetivo da devida sinalização é evitar futuros acidentes, além de melhorar o tráfego de veículos no local, que desde 2020, agrega ao lado do Moradas I, mais um condomínio com 400 moradias, o que consequentemente fez aumentar o número de veículos transitando na área.

 “Falta sinalização, a demarcação de faixa amarela indicando cruzamento, placas indicando a mão correta para fazer o contorno, sinalização no solo, indicação de preferencial, faixa de pedestres, então a gente tá cobrando isso”, reclamou.

Bem próximo ao local há duas escolas, o que aumenta a preocupação, pois forçosamente as crianças trafegam pelas vias nos horários de pico com maior número de carros e motos.

“Outra situação que se cobra é que logo a frente tem a escola e os alunos passam por ali e não tem a sinalização, nós não podemos esperar acontecer um acidente grave para reivindicar alguma coisa. Dá pra resolver, supomos que seja simples de fazer, é sinalizar pra chamar atenção. O canteiro da rotatória está com o mato bem alto, à noite a iluminação aqui na frente é um pouco precária também, mas hoje o que a gente tá mais pedindo é a sinalização”, reivindicou o zelador.

De acordo com ele, há tempos os moradores vem solicitando a melhoria, além de relatos do problema, fotos e vídeos foram enviados a vereadores e reclamações foram feitas na prefeitura, mas o estorvo continua.

“O que acontece e se agravou é por causa que hoje tem mais famílias morando aqui, no Moradas I tem 593 casas, agora com o Moradas Clube também é mais umas 400 casas, são quase mil casas, então dobra a quantidade de famílias, de pessoas saindo e entrando nos dois condomínios”, explicou Cleberson.

“Sabemos da imprudência dos motoristas, mas é complicado, pois não existe a orientação da sinalização, chamamos a atenção dos moradores advertindo nesse sentido, mas sem a sinalização é difícil. Um entra na contramão por um lado, o outro sai na contramão não sabendo quem está na preferência, quem está certo, quem não está. Então a gente procura solucionar isso para que não aconteçam mais acidentes futuramente. Resolver isso é muito importante”, concluiu.

Moradas transito – Zelador Cléberson Roberto Correia 

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.