quinta, 13 de junho de 2024

Líder da manifestação em Ourinhos declara que atingiu seu objetivo

Hernani Corrêa

Ao final da manifestação ocorrida no final da tarde de domingo, 15, em favor do impeachment de Dilma Rousseff, a reportagem ouviu Filipe Alberto Fierek, o líder do movimento em Ourinhos que contou como tudo começou e se declarou satisfeito e com o objetivo atingido.

“Tudo começou pelas redes sociais, é um movimento do povo brasileiro que não foi promovido por nenhum partido político, nenhum sindicato. Eu como faço parte desse povo brasileiro, resolvi tomar a frente aqui em Ourinhos, e fiquei surpreso porque correu tudo bem, a polícia militar esteve presente, as pessoas vieram, manifestaram sua insatisfação e se Deus quiser agora o Congresso vai fazer pressão e nós vamos conseguir o impeachment dessa presidente”.

De cima de um caminhão de som, com o microfone em mãos, Filipe denunciava o que considerava os mandos e desmandos do atual governo e incentivava as pessoas de dez em dez minutos a gritar em coro: “Fora Dilma”.

Teve até manifestante que levou um ferro a brasa para protestar contra a conta de energia elétrica.

“Eu tinha uma expectativa muito menor de público, até porque as pessoas não estão acostumadas com este tipo de evento, não estão acostumadas a vir para as ruas e protestar, até sentem um pouco de medo, mas hoje esse tabu foi quebrado e tenho certeza absoluta de que, a partir de agora, sempre que tiver uma movimentação dessa, diga-se de passagem, pacífica, dentro da lei e do nosso direito constitucional, a gente vai vir pra rua sim e vai protestar sempre que achar conveniente”, disse.

“Eu acho que o Brasil começa a partir de hoje a dar um passo largo rumo a democratizar novamente esse país. Nós não vivemos mais sob uma democracia, vivemos sob uma ditadura petista onde o governo do PT quer transformar o país numa Venezuela, roubam o nosso dinheiro, roubam a Petrobras, jogam os policiais nas ruas sem amparo nenhum. Mas a partir de hoje, isso vai mudar, se depender da gente, vamos vir pra rua sempre que necessário até que as coisas melhorem”, emendou Filipe.

“Gostaria de agradecer publicamente a todas as pessoas que vieram aqui hoje, e principalmente àquelas que se manifestaram de forma pacífica, à polícia que deu a cobertura prometida e garantiu nossa segurança. Tinha senhoras, crianças e é isso aí mesmo. É de forma democrática, todo brasileiro está de parabéns e, mesmo não sendo político, o que eu puder ajudar nesta questão política, estou à disposição porque estou aqui para servir o Brasil”, finalizou.

Ao final da manifestação, o jovem pediu dinheiro aos manifestantes para completar o pagamento do caminhão de som que havia alugado. Os ourinhenses prontamente colaboraram.

© 1990 - 2023 Jornal Negocião - Seu melhor conteúdo. Todos os direitos reservados.